Retalhos Bem-vindo! Retalhos Willkommen! Retalhos Bienvenido! Retalhos Bienvenue! Retalhos Benvenuti! Retalhos Welcome! Retalhos 歡迎! Retalhos Καλως ηλθατε! Retalhos Добро пожаловать! Retalhos!مرحبا Retalhos

Senhor! Fazei-me instrumento da vossa paz!

VÍDEOS: Para visualizar e ouvir os vídeos deverá dasativar a música de fundo no painel aqui do lado esquerdo

11 janeiro 2009

Ano Vocacional Franciscano: Abertura.

Da Primeira Biografia de Tomás de Celano (1 C 22)

“Um dia, ao ouvir, na igreja de Santa Maria da Porciúncula, a passagem do Evangelho que refere ter o Senhor enviado os discípulos a pregar, o Santo, (…) ao ouvir que os discípulos de Cristo não deviam possuir nem ouro, nem prata, nem dinheiro, nem bolsa, nem pão, nem bordão para o caminho, nem usar calçado, nem duas túnicas, mas somente pregar o Reino de Deus e a penitência, imediatamente exclamou, exultando no espírito do Senhor: «Isto mesmo eu quero, isto peço, isto anseio poder realizar com todo o coração».
Transbordando de alegria, apressa-se o santo Pai a concretizar o salutar conselho. Não consentindo a mínima delonga em executar o que ouvira, desfaz-se das sandálias, atira fora o bastão, contenta-se com uma só túnica e substitui o cinto por uma corda. Prepara em seguida uma túnica à imagem da cruz, a fim de manter afastadas as seduções do demónio, faz questão de que seja áspera, para crucificar a carne com os seus vícios e concupiscências, e tão pobre e rude a deseja, que não possa ninguém invejar-lha.
Com igual cuidado e reverência se esforça por cumprir os demais ensinamentos ouvidos. De resto, nunca ele fora um surdo ouvinte do Evangelho, antes, confiando a uma singular memória o que ouvia, procurava com suma diligência tudo observar à letra.
Para louvor do Senhor. Ámen.


É com este texto de Celano que hoje vos convido a unirdes a vossa oração aos Franciscanos que hoje iniciam o ANO VOCACIONAL FRANCISCANO.
Hoje teremos como símbolos para a nossa reflexão:

A Cruz de S. Damião.
Foi em S. Damião que Cristo falou a Francisco: “Vai Francisco e repara a minha Igreja que como vês ameaça ruir”. Esta Cruz é sinal do chamamento de Deus a Francisco e a todos os seus seguidores. Não existe um lugar onde habite um filho ou filha do Pobrezinho de Assis que não tenha bem visível este Ícone Bizantino de Cristo. É para nós como que a voz que perpetua o chamamento sempre renovado de olhar para a Igreja, não com um sentido crítico de condenação mas, com o sentido de pertença, comunhão e caminho sempre renovado.

Sandálias Franciscanas.
Desde sempre as sandálias foram também o símbolo dos pobres e das pobres de Assis. Na sua génese eram como peregrinos e estrangeiros no mundo e de pés descalços ou em sandálias pobres percorriam caminhos muitos a pedir esmola para si e para os demais pobres. Mesmo Clara e as suas irmãs, as Damas Pobres de S. Damião, quiseram fazer esta experiência de desprendimento saindo do pequeno Conventinho de S. Damião para esmolar da mesa da Fraternidade e da Caridade.

Cordão Franciscano.
Com ele se cingiu Francisco e Clara bem como os seus filhos e filhas ao longo destes oito séculos de Vida Franciscana. O Cordão é ainda hoje um dos sinais mais emblemáticos do SER FRANCISCANO, já que eram praticamente só os Freis de Francisco quem o usava. Nele, Francisco, inseriu três nós para que sempre, onde quer que os irmãos se encontrassem, se recordassem de que haviam professado Vida de Obediência, sem nada de próprio e Castidade, a exemplo de Cristo e em total comunhão com a Igreja de Roma.

Regra de S. Francisco.
O Quarto Concílio de Latrão proibira mais Regras na Igreja, além das três já existentes. Francisco, com a sua teimosia evangélica, e sentindo ser esse o desejo de Cristo, consegue que o Papa lhe permita uma forma de Vida diferente onde o Evangelho fosse mister e onde não existissem mais que irmãos em vez de senhores. A Regra é a expressão da vivência do Evangelho, primeiro texto levado por Francisco ao Papa. Mais tarde, em 1209 com Gregório IX, é aprovada a Regra para Frei Francisco e seus seguidores, Regra Bulada definitivamente por Honório III em 1223. Ela é a medula do Evangelho traduzida em legislação e símbolo de união fraterna entre todos os irmãos e irmãs de todo o mundo.

Lucerna do Ano Vocacional.
A Lucerna acesa é usada para simbolizar tudo o que é atitude de serviço como por exemplo a enfermagem e a Vida Consagrada.
Esta foi também escolhida pelos Franciscanos de Portugal para ser o símbolo oficial do ano vocacional franciscano que hoje iniciamos. É a Luz de Cristo que brilhará durante todo o ano presidindo às nossas Celebrações. A Lucerna é a certeza de que Cristo Luz do mundo jamais nos abandonará.

Que Francisco e Clara de Assis a todos nos concedam o dom da paz e do bem…

7 comentários:

maresia disse...

Meu Deus e Meu Tudo!
O nosso Retalhos2, continua a ser Escola, onde podemos aprender mais e mais dos caminhos para Deus e de quem já os percorreu com entrega de corpo e alma, como o nosso querido Irmão Francisco.
Em Oração, unamo-nos aos nossos irmãos neste tempo agraciado que agora se inicía.
Quero aprender de S. Francisco, esta Fidelidade ao Evangelho.
Seja por Caridade.

mariana disse...

Que cada um destes Símbolos seja motivo de reflexão para vós/nós...!
Tornai-vos dignos de os usar como seguidores de FRANCISCO.
E, assim como resposta à voz do Crucificado, com a vossa "Lucerna" sempre acesa, vivereis o verdadeiro evangelho e dele dareis Tetemunho.
OBRIGDA Frei.

FIDUCIA disse...

Apesar de ser a um nível muito diferente, também eu já senti o "chamamento" de Francisco, foi há uns anos atrás e desde então tento ser fiel ao que me propus. O caminho não tem sido fácil mas é muito apaixonante e deslumbrante. REZO por todos os que de alguma forma se sentem atraídos por este SANTO e que consigam nas suas vidas sentir a verdadeira alegria e amor de S.Francisco.
Abraço de PAZ E BEM.

www.freespirit-sjorge.blogspot.com. disse...

Em sintonia com a Família Franciscana Portuguesa, venho expressar minha saudação .Não conheço Portugal mas conheço a espiritualidade dos franciscanos portugueses.Meu afeto por essa família vem de há uns quase 30 anos qdo fui agraciada com a disponibilidade de Franciscanos missionários em Moçambique, África, principalmente os da Fraternidade de Santo António da Polana, em Maputo.A intensidade da emoção que me envolve ao relembrar todos aqueles irmãos que o Amor de Cristo nos uniu é tamanha que até hoje , passados tantos anos, ainda não tive condições psicológicas para descrever o significado desse achado e acredito que jamais terei habilidade de escriba suficiente para transmitir com fidelidade a real vivência que me foi permitida experimentar , beneficiada por esses irmãos que por sua vez viviam momentos de provação.Eu disse que fui agraciada pela disponibilidade .Sim, porque de todos, indistintamente de todos os irmãos eu recebi parcela de colaboração.Bati com os costados em Maputo para outro objetivo que não religioso, pois sou Enfermeira e ali fui para lecionar Enfermagem.Mas o que resultou para mim desta viagem foi um enriquecimento espiritual, uma oportunidade ímpar de amadurecimento pessoal e um encantamento por São Francisco e ...edificada eu fiquei mais ainda com a minha Igreja Católica! Tudo graças a esses jovens irmãos franciscanos...tudo num país e numa época em que nem de Deus se podia falar!
Aqui vai o meu louvor a Deus pela vocação de homens consagrados desses frades menores, esses franciscanos ENORMES que guardo no coração e peço a Deus por eles diariamente: Frei Armindo, Frei José Maria, Irmão Lamelas e Irmão José Luiz e tantos outros cujos nomes nem pude conhecer, mas somente Deus sabe o quanto fizeram para o povo africano e para quem lá esteve em época tão difícil! Minha saudação é para a Família Franciscana Portuguesa.Paz e Bem!
Sirlene ( Brasil)

Rosa disse...

Semana da "Vocação Franciscana", semana para todos nós - os que aqui partilhamos as nossa coisas e saberes e todos os outros que, de algum modo, estão encantados com Francisco - nos unirmos e, com todo o calor da Fé, Louvarmos o Irmão Francisco e os irmãos que nos trouxe, mas também para pedirmos que a voz de Deus chegue a novos corações para continuarem a obra iniciada por Francisco.
Como mãe, agradeço e entrego todas as famílias que souberam e sabem transmitir o encanto de viver o Franciscanismo e que foram coroadas com a Benção de um dos seus filhos saber escutar e responder SIM a este encanto.
Continuo a Rezar para que os jovem não desistam e se encantem.

Louvado Sejas, Meu Senhor!

xana disse...

Que bonito Cenário! Deus seja louvado e glorificado por tanta maravilha que vai realizando através deste “ RETALHO 2”… ele continua a ser para nós um lugar de oração, onde nos sentimos bem acolhidos e agraciados com tudo o que é de Bom…e Bonito…
Oxalá todos sejamos “LUCERNA” sempre VIVA e ACESA, para DEUS, para a IGREJA e para o mundo…
Rezo por todos vós para sintais a Força do espírito no anúncio do Evangelho, e nas vossa vidas sintais a alegria e o AMOR de Francisco… FORÇA...

Miguel disse...

Toca-me especialmente a pequena explicação do significado da Cruz de S. Damião. Nunca a tinha visto assim, ou seja, do ponto de vista vocacional. E sendo assim, aplica-se não apenas aos filhos e filhas de S. Francisco, mas a todos nós, membros da Igreja. Como pedras vivas da Igreja é-nos dirigido, também a nós, o chamamento que Francisco ouviu: "Vai... e repara a minha Igreja que, como vês, ameaça ruir."
Deixemo-nos usar como pedras de construção, que a Igreja de hoje, como de todos os tempos, precisa de PEDRAS VIVAS!

AVISO LEGAL – Procurarei fazer, neste blog, uma utilização cautelosa de textos, imagens, sons e outros dados, respeitando os direitos autoriais dos mesmos. Sempre que a legislação exigir, ou reclamados os referidos direitos de autor, procurarei prontamente respeitá-los, corrigindo informação ou retirando os mesmos do blog

 
© 2009 | RETALHOS 2 | Por Templates para Você