Retalhos Bem-vindo! Retalhos Willkommen! Retalhos Bienvenido! Retalhos Bienvenue! Retalhos Benvenuti! Retalhos Welcome! Retalhos 歡迎! Retalhos Καλως ηλθατε! Retalhos Добро пожаловать! Retalhos!مرحبا Retalhos

Senhor! Fazei-me instrumento da vossa paz!

VÍDEOS: Para visualizar e ouvir os vídeos deverá dasativar a música de fundo no painel aqui do lado esquerdo

18 janeiro 2009

“Serão um, em tuas mãos” (Ez 37, 17)

Hoje inicia-se a
Semana de Oração pela
Unidade dos Cristãos.
Este ano tem como tema:
“Serão um, em tuas mãos” (Ez 37, 17)

Esta semana é celebrada tradicionalmente do dia 18 ao dia 25 de Janeiro - datas propostas em 1908 por Paulo Wattson - de modo a cobrir o período entre a festa de São Pedro e a festa de São Paulo. Esta escolha tem um significado apenas simbólico no Hemisfério Sul: ali o mês de Janeiro está no período de férias de verão, sendo preferível escolher outra data, como, por exemplo, a semana que antecede Pentecostes (data sugerida pelo Movimento Fé e Constituição em 1926), que também representa uma outra data simbólica pela unidade de Igreja.
Mantendo esta flexibilidade e fiéis ao espírito da Semana, as Igrejas organizadoras encorajam-nos a considerar os textos propostos, e que encontrareis no site do Vaticano (preparados conjuntamente pelo Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos e Comissão Fé e Constituição do Conselho Mundial de Igrejas), como um convite a encontrar outras ocasiões, ao longo do ano, para expressar o grau de comunhão que as Igrejas já atingiram e rezar juntos pela unidade plena que desejamos atingir, conforme a vontade de Cristo.

Tema Bíblico: “Serão um, em tuas mãos” - Ezequiel 37, 15-28:

“Veio-me uma palavra do Senhor:
“Tu, filho de homem, toma um pedaço de madeira e escreve nele: Judá e os filhos de Israel que lhe estão associados. Depois toma outro pedaço de madeira e escreve nele: José – esta será a madeira de Efraim – e toda a casa de Israel que lhe está associada. Aproxima estes pedaços um contra o outro para formarem um só; estarão unidos em tua mão. Quando a gente do teu povo te disser: ‘Não queres explicar-nos o que fazes’ lhe dirás: Assim fala o Senhor Deus: Vou tomar o pedaço de madeira de José – que está na mão de Efraim – e das tribos de Israel que lhe estão associadas; eu os encostarei neles, no pedaço de madeira de Judá: farei deles um só pedaço e eles estarão na minha mão. E os pedaços de madeira sobre os quais tiveres escrito estarão na tua mão, à vista deles. Diz-lhes: Assim fala o Senhor Deus: Vou tirar os filhos de Israel do meio das nações para onde foram, vou reuni-los de todas as partes e os levarei para seu solo. Farei deles uma nação única, na Terra, nas montanhas de Israel: um rei único será o rei de todos eles; não formarão mais duas nações e não estarão mais divididos em dois reinos. (…) serão para mim um povo e eu serei Deus para eles. Meu servo David reinará sobre eles, pastor único para todos eles; (…) Firmarei com eles uma aliança de paz, será uma aliança perene com eles. (…). Então as nações conhecerão que eu sou o Senhor que consagro Israel, quando estabelecer meu santuário no meio deles, para sempre.

Os “oito dias” de oração

A partir do texto-base de Ezequiel, a meditação dos “oito dias” da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos faz-nos compreender que a unidade da Igreja contribui igualmente para a renovação de toda a comunidade humana. Despertamos, assim, para uma grande responsabilidade: todos aqueles que proclamam a Cristo como Senhor, devem esforçar-se para cumprir a sua oração: “Que todos sejam um afim de que o mundo creia que tu me enviaste” (Jo 17, 21).
Os “oito dias” abrem-se com uma meditação sobre a unidade dos cristãos. Diante das nossas divisões doutrinais e recordando o nosso passado escandaloso – feito não só de divisões, mas de rancor entre os cristãos – nós pedimos que Deus envie o seu Espírito Santo para que vivifique os ossos ressequidos e remodele, em suas mãos, a nossa unidade na diversidade. Que o seu Espírito vivificante nos alente com um sopro de vida e reconciliação, mudando a aridez dos nossos corações e curando as divisões de nosso tempo.

Temas de Oração para cada dia:

DIA 18
- Convidamos os irmãos e irmãs a orar pelas situações do mundo que clamam por reconciliação, atentos ao papel que a unidade dos cristãos representa em seu favor.
DIA 19 - As Igrejas rezarão para que a paz triunfe sobre as guerras e a violência, considerando nossa missão comum enquanto discípulos do Príncipe da Paz: no meio de tantos conflitos e apesar deles, os cristãos são portadores de reconciliação, enraizada na sólida esperança.
DIA 20 - Oferece-nos uma meditação sobre o contraste entre ricos e pobres. Na nossa relação com o dinheiro e na nossa atitude para com os pobres verificamos a nossa fidelidade de discípulos e continuadores do Cristo: pois ele que veio até nós para anunciar a boa nova aos pobres, a liberdade aos cativos e a justiça para todos.
DIA 21 - Somos convidados a rezar para que os cristãos compreendam que só em conjunto poderemos salvaguardar as maravilhas da Criação que Deus nos confiou: o ar que respiramos, a terra que nos dá os seus frutos; a Terra inteira que glorifica o seu Criador.
DIA 22 - Intercedemos para que cessem os preconceitos e discriminações na sociedade, cientes de que a dignidade humana vem de Deus, Pai de todos. A unidade dos cristãos reflecte, qual sinal, a unidade de todos os seres humanos, amados e criados por Deus como pessoas únicas na sua variedade. Nós cristãos somos chamados a construir o Reino da justiça e do amor, no qual as diferenças sejam respeitadas, pois somos um em Cristo.
DIA 23 - Dedicamos a nossa oração pelos sofredores e por quem lhes presta socorro. Os Salmos ajudam-nos a compreender que até mesmo as crises, feitas de sofrimento e mágoa, podem tornar-se ocasião de busca de Deus: além da dor, há um laço profundo que vincula o fiel ao seu Senhor. A compaixão dos cristãos em resposta ao desespero dos que sofrem é um sinal evidente do Reino de Deus. Unidas, as Igrejas Cristãs podem fazer mais diante da dor humana, favorecendo a ajuda material e espiritual tão necessárias.
DIA 24
- Meditamos sobre a diversidade cristã, orando pela nossa unidade em Deus. Sem esta unidade, será difícil construir-mos um reino de paz com todos os homens e mulheres de boa vontade.
DIA 25 - O propósito das orações previstas para o oitavo dia é voltar ao nosso ponto de partida, rezando para que o espírito das Bem-aventuranças supere o espírito deste mundo que passa. Nas Bem-aventuranças nós, cristãos, sustentamos nossa esperança de que Cristo renova todas as coisas e inaugura uma nova ordem no mundo. Deste modo, podemos ser portadores de vida e artesãos da reconciliação em situações de conflito, de pobreza, de discriminações, de guerra, nas quais a humanidade sofre e a Criação chora.

(Estes textos foram retirados do site do Vaticano e adaptados por mim para a língua portuguesa de Portugal)

3 comentários:

mariana disse...

Durante a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, somos convidados a rezar pela consolidação da paz, para que os conflitos e divisões sejam superados e a unidade seja alcançada.

Por quê "rezar"?
Porque queremos que "SEJAMOS UM, EM TUAS MÃOS"(Ez. 37,17).
Porque a oração é essencial para a pessoa enquanto ser humano. Fomos criados segundo a imagem de Deus, capazes de estar numa relação de comunhão com Ele.
Portanto, rezemos pela reconciliação do mundo, "para que todos sejam um afim de que o mundo creia que tu me enviaste" (jo.17,21).

c gomes disse...

Os temas escolhidos para cada dia da semana são verdadeiras sínteses dos problemas que vivemos hoje. O "conflito e a destruição" parece que tomaram o lugar da PAZ e da Criação. Todos sentimos isso. Porém, sinto que a semana - sem descurar o valor da oração - deve ser acompanhada de acções verdadeiramente consonantes com os temas propostos. Ou seja: rezar, fazendo. A Paz também não está sempre nos nossos corações; não será preciso um acto de Amor para a alcançar? O planeta está em degradação. Todos sabemos, mas fazemos nós o que devemos para o preservar, a começar pelos lixos diários e os hábitos de consumo, etc. Enfim, que todos nós, onde estamos, procuremos fazer Unidade e testemunhar Amor entre toda a Criação. O Criador, ficará Feliz!

Mª Teresa disse...

Boa tarde Família Retalhos 2,
Fiquei surpresa com leitura desta mensagem...mas prometo cumpri-la no corrente Janeiro...de 2011!...Zelar "pela unidade dos Cristãos". Ups! de facto este propósito deve ser almejado! Agora confesso a todos: sempre desejei MUITO procurarmos aquilo que nos UNE, e... desprezar o que nos separa(...).
Foi este meu propósito, mesmo antes de reConhecer o Senhor meu Deus.
E garanto só dou Graças por o vir fazendo, ano após ano!
Agora, continuo firme com minha personalidade,
mas sinto BASTANTE Alegria em proclamar a "Cristo como Senhor".
É bem simples e menos descomposto... sempre procurar a Paz!
E, pois não, Irmã C Gomes, este ano vou juntar as minhas orações a minhas repetidas ações defendendo o Planeta - Ele vai agradecer decerto! Mesmo quando o fazia só pelo Planeta, Ele já ficava feliz!
Bem hajam, bem hajam MESMO amigos Retalhistas!

AVISO LEGAL – Procurarei fazer, neste blog, uma utilização cautelosa de textos, imagens, sons e outros dados, respeitando os direitos autoriais dos mesmos. Sempre que a legislação exigir, ou reclamados os referidos direitos de autor, procurarei prontamente respeitá-los, corrigindo informação ou retirando os mesmos do blog

 
© 2009 | RETALHOS 2 | Por Templates para Você