Retalhos Bem-vindo! Retalhos Willkommen! Retalhos Bienvenido! Retalhos Bienvenue! Retalhos Benvenuti! Retalhos Welcome! Retalhos 歡迎! Retalhos Καλως ηλθατε! Retalhos Добро пожаловать! Retalhos!مرحبا Retalhos

Senhor! Fazei-me instrumento da vossa paz!

VÍDEOS: Para visualizar e ouvir os vídeos deverá dasativar a música de fundo no painel aqui do lado esquerdo

02 fevereiro 2009

Vida Consagrada: Leigos em Aliança

Neste dia em que Celebramos a Aprensentação de Jesus no Templo, DIA DA VIDA CONSAGRADA, partilho convosco o testemunho da nossa amiga Kalita.
A sua forma de estar no mundo e na Igreja, em matrimónio sacramental não impede uma Consagração a Deus.
Assim, remeto-vos para outros textos sobre este dia no Retalhos 1 e partilho hoje esta experiência e compromisso de vida que a Kalita e o marido vão assumir neste dia diante de Deus e da Comunidade.
Kalita, a minha/nossa comunhão e oração na gratidão pela vossa entrega, pelo vosso SIM...
A todos peço oração por este casal e por todos os Consagrados do tempo hodierno.
Como Maria dizemos "ECCE FIAT MAGNIFICAT!"

(segue partilha da Kalita. Por respeito mantenho o portugues do Brasil)
Hoje a Igreja celebra o DIA DO CONSAGRADO
E atendendo o convite de nosso amigo Frei Albertino, partilharemos aqui nossa experiência:
Há 02 anos fazemos o discernimento vocacional em uma comunidade, reconhecida pelo Papa João Paulo II como “Novas Comunidades”, e que definiu como a “Primavera da Igreja”. Essa comunidade tem 11 anos de fundação, tem como membros pessoas em estado de vida (que “deixam o mundo” e vão viver em comunidade) vivenciando os votos de castidade, pobreza, obediência e vida fraterna, dedicando-se a uma vida de oração e serviço. E tem os membros em estado de aliança, que comungam do mesmo carisma, mas não podendo viver em comunidade (os casais como nós, por exemplo), estão inseridos no “mundo”, mas seguem os mesmos votos e testemunham nos ambientes onde vivem a graça de serem consagrados ao Senhor.
Uma vida Consagrada partiu de um chamado que Deus nos fez. Éramos um típico casal mundano, e estávamos prestes a engrossar as estatísticas de divórcio. Uma vida vazia, sem sentido. Eu era muito intolerante, meu esposo gostava de beber e chegar tarde em casa, e brigávamos muito, e apesar de nos amarmos, os problemas minavam nosso casamento, não havia mais alegria, não tínhamos filhos devido os problemas para engravidar, nosso casamento era infértil em todos os sentidos. Um dia cansada de tudo isso, olhei meu marido dormindo, depois que brigamos por causa da bebida, e sentindo um vazio na alma, chorei e pedi a Deus para nos salvar, eu queria uma família que O louvasse, que O servisse, repetia : “ Eu e minha casa serviremos ao Senhor”, eu não queria me separar, eu queria a cura de nossos males, sermos uma família feliz. Nessa época tínhamos ido algumas vezes na paróquia onde atua a comunidade, e soubemos de um seminário que iria acontecer em breve, chamei meu esposo pra irmos e logo no primeiro dia ele participou meio “alto” pela bebida .Fomos conhecendo através de cada ensinamento no seminário o quanto a Igreja Católica é rica, o quanto estávamos longe de merecer dizer-nos ser católicos, o quanto precisávamos conhecer da doutrina e mudar nossas atitudes .Algo foi mudando em nosso ser, um encontro com o amor de Deus a cada dia, um encantamento com a forma de viver daqueles consagrados, com a forma como rezavam, como serviam através dos vários projetos assistenciais, um inquietamento dentro de nós mas uma alegria que não tinha tamanho. Aos poucos fomos conhecendo, aprendendo, mudando, valorizando os sacramentos através da confissão regular, comungando com mais assiduidade, buscando a Palavra de Deus. Meu marido parou de beber 03 meses depois. Eu fui entendendo onde precisava mudar e buscava forças em Deus pra conseguir. Nosso casamento reflorescia.
Poucos meses depois ficamos sabendo do “caminho vocacional” que a comunidade religiosa abria anualmente para suscitar novos vocacionados. Buscamos informações e descobrimos que poderíamos fazer esse discernimento em “estado de aliança”, por sermos já casados, como expliquei no começo. Inscrevemo-nos e durante dois anos participamos de formações espirituais, estudo da Doutrina, aprofundamento no carisma da comunidade e a servir nas obras assistenciais. Hoje somos outros. A misericórdia de Deus para conosco foi tão grande, e o desejo de Servi-lo cada dia mais foi cravado em nosso coração. Temos nossos empregos, nossas casas, mas todo o tempo livre servimos aos irmãos necessitados, durante a semana depois que saímos do trabalho, fazemos visitas de oração, participamos de formações, servimos em algumas das obras, e aos fins de semana servimos nos grupo de oração, e vamos á sede da comunidade vivenciar um pouco da vida comunitária e servir onde há necessidade, que são muitas, e sentimos na pele a Palavra : “A messe é grande e os operários são poucos”.
Viver assim no século 21 é andar na contra mão do mundo. Por isso se chama conversão.
Em nossos trabalhos, para alguns das nossas famílias, amigos, e as pessoas em geral, essa forma de seguir Jesus mais de perto através conselhos evangélicos, é motivo de curiosidade, criticas, espanto, incompreensão e loucura. Dizem serem coisas para padres e freiras e não para um casal jovem que tem uma vida de “atrativos pela frente”. Não entendem quando recusamos certas músicas roupas, piadas, atitudes, conversas, ambientes que não nos cabem mais, não entendem que “O que era velho passou, eis que o novo se fez”.
Nem tudo são flores, tem as incompreensões, as luta contra o pecado, o cansaço, mas a alegria de se encontrar, de achar seu lugar no mundo, de saber que Deus nos quer exatamente ali, vivendo uma vida de doação, de serviço, dizendo sim a cada dia ao projeto que Deus sonhou para nós.
Ainda temos a infertilidade, lutamos contra ela, mas aprendemos dar graças a Deus por isso. Enquanto não temos filhos, cuidamos dos vários filhos de Deus que necessitam de ajuda. Não podemos perder a graça que passa, “Em tudo daí graças”. A infertilidade me faz depender mais de Deus e cultivar a minha fé e assim como Sara, como Ana, como Isabel, esperar no Senhor.
Hoje dia do consagrado, para nós particularmente essa data tem dupla importância. Hoje a noite faremos o compromisso viver a castidade, pobreza, obediência e vida fraterna em uma Missa Consagratória logo mais à noite, juntos com os demais membros de vida e aliança, com a presença do Arcebispo de nossa cidade. Ingressaremos no noviciado, e como noviços viveremos um tempo de aprofundamento e oração mais intensa, para posteriormente nos consagrarmos a Deus.
Rezem e Celebrem conosco por todos os consagrados, uma vida de doação ao reino de Deus e que novas vocações sejam suscitadas.
Pedimos também neste dia pelo Frei Albertino, consagrado a Deus, trabalhador de sua messe. Que Deus o fortaleça e cubra de graças.

“E nós conhecemos e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor e quem permanece no amor permanece em Deus e Deus n'Ele" (1Jo. 4,16).

Kalita

13 comentários:

maresia disse...

Querida Kalita, por aqui já é um pouco tarde, mas não consigo ir descansar sem lhe deixar aqui uma palavra amiga, de que especialmente hoje, estarei de alma e coração convosco, oferecendo ao Bom Deus todo o meu dia de trabalho, (no meio de crianças, por vós), pela vossa fidelidade ao caminho de Vida Nova a que o Senhor vos chamou. Que belo testemunho de Vida. Que o Senhor vos abençoe. Cordiais saudações aqui deste lado do Atlântico.Seja por Caridade.

fiducia disse...

Fiquei deslumbrada com esta partilha... quero unir-me em ORAÇÃO a este casal e a todos os Consagrados que neste dia renovam o seu SIM e nos dão testemunho de Amor.

PAI a todos abençoa e protege.

sirlene disse...

Kalita,
Parabéns a vc e ao seu marido!Fico muito feliz com a sua conformação e esperança em relação à infertilidade, conhecendo através de nossas conversas a sua fidelidade à Igreja.Aprendi muito com vc!Realmente nos dias de hoje uma decisão dessas é de se admirar1Tomara Deus que outros casais conheçam e imitem suas experiências!
Rezo por vocês e lhes desejo o melhor desempenho nas atividades em comunidade e na vida pessoal. Seu testemunho prova que Deus realmente está entre nós!
PS: Continuemos nossos contatos!

C. Gomes disse...

O dia de Nossa Senhora das Candeias, dia de Luz, recorda-me sempre as aldeias frias e sem electricidade, onde a candeia era o principal ponto de claridade. Sim, tantas tradições orais ouvi e tantos milagres, àcerca da utilização das candeias! Por isso, olho-as com muita ternura e alguma saudade. Elas levam-me ao encontro da pureza da infância e do calor da família.Que Bom! Por isso, também sinto que a festa dos Consagrados é sempre a festa da LUZ, pois são eles que, com a sua coragem e Graça de Deus nos "acendem", para não perdemos a esperança e a coragem de nos mantermos como Filhos de Deus, num mundo tempo tão dificil.
Agradeço a Deus todas as vidas consagradas que me ajudam a caminhar e a ELE entrego todos os consagrados, incluindo a dos nossos irmãos Kalita e esposo.

C.Gomes

catita disse...

Frei Albertino
querido amigo
parabéns por mais este espaço de interioridade e partilha. Foi uma linda supresa abri-lo no Dia da Pessoa Consagrada e encontrar em destaque a CRUZ, o símbolo mais eloquente da entrega pelo amor, pelo silêncio, pela aparente inutilidade. A Cruz nobre e gloriosa de quem sabe ser, no mundo, sinal de contradição. Obrigada. Felicito este casal, sinal dos tempos novos do Espírito vivo e actuante na Igreja. Podem contar com a minha oração e comunhão.
Dia Alegre no Senhor!
Catita

Inês disse...

Que maravilha, esta partilha da Kalita! E a coragem, num tempo como o de hoje, de optar por um caminho de consagração em casal.
Deus vos abençoe e vos recompense pela vossa entrega e o vosso testemunho!

Kálita disse...

Obrigada a todos pelos comentários, pelas orações.Hoje encontro-me com o coração alegre e também ansioso.Entrarei na Igreja logo mais e olharei no altar Jesus, e caminharei até Ele para dizer meu sim...
Uma vida de doação por amor.E é isto que mais peço a Deus, a capacidade de amar.Em minhas orações a noite lembrar-me-ei de todos voces,que tiram um pouco de seu tempo para deixar aqui comentarios que nos edificam, que faz com que meditemos através de suas experiencias... e também de Frei Albertino, que nos ensina que amar também é gastar horas de trabalho pra deixar o retalhos aconchegante para quem aqui chegar , é dar uma palavra amiga por e-mail mesmo já fatigado pelos trabalhos diários, é embrenhar-se nos misterios tecnologicos vencendo as dificuldades para nos presentar com novidades...
há várias formas de amar, e vejo nesta que nos dedicam, uma delas.
Abraços e Deus esteja conosco!
Viva o anuncio do evangelho!é por isto que que vivem os consagrados!

maresia disse...

Kalita, no final do dia, estive via online, na Capelinha das Aparições em Fátima, rezando o Terço com o grupo que lá se encontrava, por vós e pela vossa fidelidade ao passo que estareis dando neste momento...ELE estará convosco até ao fim dos tempos, assim no-lo prometeu...
Aproveito, se for capaz disso para deixar o endereço electrónico, pelo qual se chega a Fátima que agora está online 24 horas.
http://fatima.pt, penso que será assim o endereço.
Já agora Amigos, dêm uma volta ao RETALHOS 1, pois tem lá também novidades.

xana disse...

PARABÉNS Kalita e marido pelo testemunho de vivência profunda de de Fé, de Esperança nos transmitis, e, conformidade com a vontade d'Aquele que é o Senhor da Vida... Uni-me convosco em ORAÇÂO ao Pai, par que ELE continue a ser a vossa Luz,Força, Coragem e Caminho, e continuei a testemunhá-Lo com toda a audácia e fortaleza que até agora tendes tido.
Que Deus contineu a abençoar-vos pela vossa entrega e dedicação...

Anónimo disse...

Oi irmã so hoje encontrei seu testemunho achei
engraçado que de manha eu e meu marido tivemos uma conversa séria sobre buscar dicernir o que Deus quer de nós, pois eu e ele nos amamos mas, andamos sempre descontentes e desde que conheci a comunidade shalom em 1998 nunca mais tive sucego tenho constantemente uma inquietação um vazio, eu
e meu marido .
Então seu testemunho veio entrar na nossa lista de dicernimento...
Deus seja louvado por sua vida, e saiba que voce so tem a ganhar, tudo é graça ...
Que Deus os abençoe .

Emerson prado disse...

kalita eu estava em busca de algo assim que você encontrou na vida consagrada , eu tenho o maior desejo de me consagrar e de viver mais intensamente o caminho do senhor ,que pena minha esposa não pensa do meu jeito quando falo sobre já é um começo de uma briga , mais é assim mesmo fico feliz quando vejo um testemunho como o seu.

Albertino disse...

Emerson, paz e bem!

Antes de deitar dei conta, ainda com o computador ligado, de chegar esta sua partilha.
Hoje, em Portugal, inicia-se a semana de oração pelas vocações Consagradas.
na minha oração vou tê-lo presente e pedir a Cristo que o ajude a encontrar a alegria na Consagração Baptismal e que, se for da vontade d'ELE, que a sua esposa um dia se abra também a esta perspectiva de vida consagrada no meio dos leigos.

Para si toda a paz e todo o bem.

Frei

Mª Teresa disse...

Caro Irmão Emerson,
Paz e Bem!
Porventura já decorreram várias "luas" desde que escreveu seu comentário! Grata ficava de ter notícia suas: valor da E s P e R a N ç A deve seguir nosso Caminhar. O Senhor Sempre Se Recorda de cada um de nós... Eu deposito meu Testemunho! Queira Deus tenha alcançado desejada Consagração e, SEM BRIGAS, lentamente tenha "tombado" algum Anjinho junto de sua esposa!
(Quando algo Superior Invoco, logo "escorrega" algum Anjinho para a minha beira...). Dois anos (quase) distanciam estes comentários... Por certo lhe desejo tudo de BOM e MUITA FELICIDADE para Irmão Emerson...

AVISO LEGAL – Procurarei fazer, neste blog, uma utilização cautelosa de textos, imagens, sons e outros dados, respeitando os direitos autoriais dos mesmos. Sempre que a legislação exigir, ou reclamados os referidos direitos de autor, procurarei prontamente respeitá-los, corrigindo informação ou retirando os mesmos do blog

 
© 2009 | RETALHOS 2 | Por Templates para Você