Retalhos Bem-vindo! Retalhos Willkommen! Retalhos Bienvenido! Retalhos Bienvenue! Retalhos Benvenuti! Retalhos Welcome! Retalhos 歡迎! Retalhos Καλως ηλθατε! Retalhos Добро пожаловать! Retalhos!مرحبا Retalhos

Senhor! Fazei-me instrumento da vossa paz!

VÍDEOS: Para visualizar e ouvir os vídeos deverá dasativar a música de fundo no painel aqui do lado esquerdo

31 março 2009

Centenário: Enviados em missão.



(Painel do envio, inaugurado esta manhã, pelo Ministro Geral da O.F.M. no Seminário da Lus, em Lisboa)
"O Senhor vos dê a Paz..."
Terminámos a Celebração oficial, em Portugal, do oitavo centenário da a provação da Regra e da fundação da Ordem Franciscana.
A visita do nosso Irmão Ministro Geral, Fr. José Rodriguez Carballo, foi para todos nós membros da Família Franciscana Portuguesa um tempo de graça, um tempo de fraternidade tão ao jeito de Francisco e Clara de Assis.
Fica, como se dizia na despedida, já o sabor da saudade mas a consciência de que, no tempo hodierno, o mundo, a sociedade, a Igreja e o Franciscanismo nas suas mais diversificadas formas de ser e estar chamam pelos filhos e filhas do Poverello de Assis e da sua Plantazinha Irmã Clara.
Celebrámos em festa o DOM DA VOCAÇÃO Á MENORIDADE e sentimo-nos reeviados em Missão. Isto mesmo quisemos revelar de forma especial à nossa sociedade ao inaugurar o grande painel do envio, composto por uma peça linda da azulejaria portuguesa e em peças de bronze que se prolongam.
É esta a foto deste painel do envio, inagurado esta manhã.
Não poderá passar despercebido a quem passe este monumento que é memória dos irmãos enviados ao mundo no tempo de Francisco, homenagem aos irmãos que de Portugal partiram nas caravelas para a evangelização do mundo, homenagem aos irmãos hoje enviados a tantos serviços fraternos ao mundo e à Igreja.
Ter entre nós a visita celebrativa e fraterna do nosso Irmão Ministro Geral, e de todos os que connosco estiveram física ou espiritualmente, é para nós Menores um desafio a sentirmo-nos reenviados em missão.
Não caberiam aqui palavras para descrever o sentimento.
Aos poucos se partilhará esta celebração centenária em Portugal.
A todos vós que rezastes connosco a nossa gratidão implorando de Deus, por intermédio de Francisco e Clara de Assis, toda a paz e todo o bem.
"Que o Senhor vos abençoe e vos guarde..."

12 comentários:

maresia disse...

OBRIGADA AMIGO, por connosco partilhar momentos de Encontro, tão intensos e profundos. Lágrima cai por estar longe, como tantos de nós, mas o Coração se ALEGRA, partilhando da vossa ALEGRIA.
Que o Senhor a todos abençoe e guarde na Sua Paz e no Seu Bem.

Maria Teresa Goulão disse...

O painel é de uma autêntica beleza. Foi uma bonita cerimónia.

O painel revela o esforço e a fé de homens bons. E está colocado á entrada da igreja e do lado direito da entrada do externato que além de ensinar dá uma sólida formação moral e espiritual.
O painel mostra nos que a força da fé.

Maria Teresa Goulão

Sirlene disse...

Como a Maresia, ...muita lágrima!
Por estar longe e tão perto, porque com o coração imagino a alegria de quem viu esta homenagem tão singelamente tocante, profunda, sem medida na sensibilidade,no alcance no tempo e no espaço...uma cerimõnia de eternidade!Imagino a alegria de São Francisco e de Santa Clara, acolhendo e distribuindo a todos as bênçãos!Colhendo os frutos de suas sementeiras!Deus seja louvado!

C. Gomes disse...

Família de “RETALHOS”:

Cheia de alegria no coração, gostaria de ser capaz de partilhar convosco um pouco da minha presença, em parte, das comemorações destes dias. Confesso que parti para elas sem qualquer expectativa formada pelo que fui construindo o meu sentir à medida que os factos decorriam. Ia, no entanto, muito concentrada para que nada falhasse, do que me fosse pedido.
Começo pela celebração da Eucaristia na Igreja do magnífico Convento da Madre de Deus. Quase fiquei chocada com tamanha beleza desta Igreja. Não é para descrever mas para convidar todos a visitá-la, não só pela beleza que tem mas pelo centro das origens franciscanas portuguesas (Irmãs Clarissas) que guarda. Ali, a presença e o encontro com Francisco e Clara foi extraordinário: ali estavam tantos filhos e filhas carinhosamente, humildemente, encantados com a mensagem franciscana. Sentia-se no olhar deles, e sentíamos nós, no coração, que Francisco e Clara estavam mesmo ali. Apetecia falar-lhes. Apetecia perguntar-lhes: Estais felizes por estarmos aqui todos juntos, em vossa homenagem, no caminho para Cristo? E ao jeito de resposta dizer: só queríamos um celeste sorriso vosso.
Para além disto, foi belíssimo ouvir a doçura das palavras do Ministro Geral. Transmitiram Mensagem, encanto e ternura porque eram pronunciadas de coração aberto, como certamente as de Francisco, no seu tempo. Através delas aflorou mais forte o sentimento da Missão; a responsabilidade de, em cada momento partir para o Encontro com Deus no irmão, crente ou não, de conservar e elevar o mundo para ELE. Ai, como me bate ao ouvido a expressão “Vai…”. Que entendi como: não pares! Sê Cristo entre os irmãos, independentemente do que eles são para ti! Foi assim que Francisco fez.
No segundo dia permaneceu o mesmo sentir. Destaco as palavras do Ministro Geral durante o acolhimento da Cruz de São Damião: o mesmo encanto e doçura, a mesma dura responsabilidade que, em tom de ordem suplicante e depois de ter enviado todos os ramos da Família Franciscana, diz: “… vai, povo, reconstrói a minha Igreja!”
Mais uma vez, como Francisco faria, evoca a Fraternidade como meio de formar caminho para Deus. Todos são importantes; todos têm de empenhar-se na intervenção do mundo, hoje, agora, a cada momento da vida.
Gostaria de conseguir transmitir a doçura e o encanto de alma com que tudo isto foi dito mas o engenho e arte não o atingem. Fica o que o coração e a alma me dizem.
Vamos! Reconstruamos a Igreja com o nosso testemunho e com a nossa oração!

C. Gomes

Anónimo disse...

Frei, nos dias 30 e 31 lembrei-me por várias vezes desta festa.Pensei o quanto seu coração estaria alegre.Pedi a Deus que abençoasse todos os momentos e graças a Deus vejo que foi maravilhoso.Agora aguardamos os relatos.
Lembrando que naquele tempo os irmãos partiam em missão ao mundo através das caravelas, nos tempos atuais, pode-se "ir ao mundo" de tantas formas.O Retalhos é uma delas.Uma forma de ser missionário no mundo todo.
Quem imaginaria um dia, um missionario evangelizar de portugal ao mundo sem sair de seu pais???
Por isso rogo a Deus Pai que sempre te capacite para toda boa obra. Vai frei Albertino, recontroí a Igreja de Jesus Cristo.
Deus abençoe.
Kálita

FIDUCIA disse...

Fico maravilhada com o sentir do coração de "C.Gomes" e com o que as suas palavras aqui nos transmitem, revelam bem a riqueza desta vinda do Ministro Geral a Lisboa, VAMOS TODOS UNIDOS responder ao seu apelo.
OBRIGADA IRMÃ por tanto...


PAZ E BEM.

Sirlene disse...

Meu Deus!Acabo de ler a descrição-relatório-oração-retrato que vc , C Gomes nos presenteia e lhe digo: exatamente este tipo de registro é o que enche a alma de quem está fora dos eventos:vc disse faltar engenho e arte e eu digo que além desses dons vc expressa a delicadeza, a gentileza, a solidariedade´para quem está longe e perpetua as emoções também para os que estiveram presentes a esta cerimônia magnífica!Aqui do Brasil eu posso afirmar que sem sair do meu quarto , pude, através do Retalhos e deste seu depoimento, estar em Portugal, nestes dois dias singulares da Família Franciscana Portuguesa...e sou apenas uma franciscanófila,sem documento!...
Obrigada, C.Gomes, Frei Albertino e amigos do Retalhos!
Sirlene

Anónimo disse...

Só agora ví a nova imagem da Janela do Frei...
Linda linda linda.
Aliás nós do Brasil admiramos muito a azulejaria de Portugal, são obras primas.
Abraços Fraternos
Kálita

Inês disse...

Obrigada, C. Gomes, pelo belíssimo testemunho que nos deixou da sua experiência pessoal desses dois dias celebrativos do oitavo centenário da Ordem Franciscana. Fiquei literalmente sem palavras e com as lágrimas a cair aos pares…, mas cheia de vontade de também acolher a palavra de envio como no-la transmitiu: “Vai…” com sentido de “não pares!”
PAZ E BEM!

carolina gonçalves disse...

ola frei fala a Carolina Gonçalves do 6º ano com quem o frei as vezes apertalhe a maos gostei muito do seu blog deve continuar a fazer o frei para mim e um amigo este blog asseguir do t.p.c da muito jeito para repousa gosto bastante do frei por ser meu amigo beijinhos

carolina gonçalves disse...

desculpe esquecime de lhe dizer uma coisa importante: Paz e Bem

Mª Teresa disse...

Família Retalhos, ou, talvez especificamente Irmã C. Gomes,
Hoje, Março 2010, li seu texto MAGNÍFICO ! Reconheço, conseguiu ele (texto) "abrir a gaveta certa" (...) ).
Bem haja,

AVISO LEGAL – Procurarei fazer, neste blog, uma utilização cautelosa de textos, imagens, sons e outros dados, respeitando os direitos autoriais dos mesmos. Sempre que a legislação exigir, ou reclamados os referidos direitos de autor, procurarei prontamente respeitá-los, corrigindo informação ou retirando os mesmos do blog

 
© 2009 | RETALHOS 2 | Por Templates para Você