Retalhos Bem-vindo! Retalhos Willkommen! Retalhos Bienvenido! Retalhos Bienvenue! Retalhos Benvenuti! Retalhos Welcome! Retalhos 歡迎! Retalhos Καλως ηλθατε! Retalhos Добро пожаловать! Retalhos!مرحبا Retalhos

Senhor! Fazei-me instrumento da vossa paz!

VÍDEOS: Para visualizar e ouvir os vídeos deverá dasativar a música de fundo no painel aqui do lado esquerdo

30 maio 2009

Pentecostes em Assis

Eis-nos a celebrar o DIA DE PENTECOSTES.
O Evangelho apresenta-nos Jesus a aparecer aos seus, na tarde do dia da ressurreição. Transmitelhes antes de mais a paz, essa paz que nos permite acolher a Boa Nova do Reino. Sem a paz de Cristo ninguém jamais pode avançar no projecto salvífico do Pai. Por isso Jesus saúda antes de mais na paz.
Depois, diz-nos o Evangelho, mostrou-se a eles como ressuscitado, apresenta-se corporalmente e convida a que o vejam e toquem.
Só assim poderiam acreditar na missão que lhes daria de imediato: a missão do Espírito Santo que se anuncia pela acção contínua da Igreja.
Então “soprou sobre eles e disse-lhes: ‘recebei o Espírito Santo: àqueles a quem perdoardes os pecados ser-lhes-ão perdoados; e àqueles a quem os retiverdes ser-lhes-ão retidos’”. (Jo 20, 19-23)

Eis a missão do Espírito, perdoar e anunciar um Reino novo de paz e amor.
Para João, o Dia de Pentecostes, dia do “nascimento da Igreja”, não foi passados 50 dias após a Ressurreição, foi “na tarde daquele dia, o primeiro da semana”.
Foi aquele dia e não outro, na tarde da vida e não no amanhecer, no dia da Ressurreição e não passados 50 dias.
Celebrar o Dia de Pentecostes é celebrar o DIA DA IGREJA, dia da missão transmitida por Jesus aos seus. Não foi, em João, um vento abrasador, um barulho enssurdecedor mas, a paz que o próprio Cristo vem dar, o sopro de vida do próprio ressuscitado.
Esta noite em Assis, os filhos de S. Francisco, reunidos na Porciúncula em Capítulo Geral, que S. Francisco fazia coincidir sempre no Pentecóstes, porque para ele tinha que ser o Espírito Santo a presidir ao Capítulo, e poucas vezes na história não coincidiu neste tempo, esta noite em Assis, ali naquele lugar onde o perdão da Porciúncula se celebra, se acendeu o lume do Fogo do Espírito. Ali os irmãos e tantos peregrinos e amigos, pediram ao Espírito Santo que desça sobre todos para que os Franciscanos continuem a ser sinal de vida no Espírito.
É também, de certa forma, o preparar o coração e a oração para o acto importante que se realizará duramte esta semana, a eleição do Ministro Geral da Ordem e dos seus Definidores, aqueles que têm por missão, atentos aos sinais dos tempos e às luzes do Espírito gerir a vida dos Irmãos Menores e a sua acção no mundo e na Igreja.
Olhai as fotos desta vigília de Pentecostes. Como se nos eleva a alma somente ao vê-las
(http://www.ofm.org/ofmnews/_capgen09/00capgen09SP.php).
Seria impossível descrever aqui tudo o que nos escritos de S. Francisco se refere ao Espírito Santo já que para Francisco é ELE quem governa a Ordem e, por isso mesmo, todos os textos legislativos, orações, admoestações, testamento… estão impregnados da presença do Espírito Santo.
Desde a caridade, à obediência, ao Deus que é Espírito e que habita em nós, ao Espírito do Senhor, o espírito da letra escrita (mais que a regra rígida e tantas vezes desumana), ao Espírito que dá vida, á relação entre o espírito e a nossa carne mortal, ao Espírito da verdade, … e porque vos cansaria com todos os títulos que Francisco nos apresenta sobre o Espírito nele e na Ordem Franciscana, termino com a referência ao Espírito Santo de Maria (Rainha e Mãe de toda a Ordem).
Com o pensamento em Assis, imploro ao Senhor para todos os dons do Espírito Santo e que, Ele desça sobre os Irmãos Menores em Capítulo para que “a Graça das orígens” possa ser cada vez mais uma realidade em cada um de nós, os filhos do Poverello de Assis.
Em dia de Pentecostes, em dia da Igreja a todos desejo que o Espírito de Deus vos conceda a Sua paz…
Benedicat!

4 comentários:

Ana disse...

Ó Espírito Santo,
Amor do Pai e do Filho,
inspirai-me sempre o que devo pensar,
o que devo dizer,
como o devo dizer,
o que devo calar,
o que devo esclarecer,
como devo agir,
o que devo fazer,
para promover a vossa glória,
o bem das almas
e a minha própria santificação.

Ó Jesus,
toda a minha confiança está em Vós!

(S. Tomás de Aquino)

suzana disse...

Continuo a rezar e a pedir, que o Espírito Santo continue a descer sobre a Ordem dos Frades Menores, para que na verdade, todos continuem e “SER” sinal de Vida no Espírito…e que na realidade a “Graça das origens”como diz o Frei Albertino seja cada vez mais acentuada e vivida por cada Franciscano… Envia-lhes Senhor o Teu Espírito…

Tu nos chamas Senhor Jesus, a caminhar no Espírito
Tu nos chamas ao encontro Contigo na profundidade.
És tu quem nos habita, nos enche, nos penetra por dentro,
E quem nos conduz ao Teu manancial escondido…

Teu Espírito é presença de testemunho.
Teu Espírito é Amor derramado nos corações.
Teu Espírito é a Tua presença, ressuscitada, no mundo.
Teu Espírito é a Igreja unida, é o Dom, a Graça, a Liberdade.
Teu Espírito é viver a Tua Vida gratuitamente…

Transforma o nosso coração, Senhor Jesus.
Ao ritmo do sopro do Espírito
que faz novas todas as coisa.
Converte o velho em novo, a pedra em carne,
aqui estamos em comunidade fraterna.
Ensina-nos Senhor, a caminhar no Espirito

"Quem me dera ser sempre esta pomba branca em movimento!!!"

mariana disse...

Aos nossos irmãos reunidos em Cenáculo,quanto mistério os envolve, quanta presença de Deus manifestada durante estes dias jubilosos!
É da Cruz que nasce a Igreja. Do lado aberto do Senhor somos todos purificados, mas é do Espírito que o Pai nos envia, que temos força, coragem e entusiasmo para testemunhar este grandioso mistério. É pelo Espírito Santo que nascemos para Deus. Através do Espírito de Cristo, somos configurados com Ele e nos empenhamos no caminho da verdade. É o Espírito Santo que como Dom do Pai, transforma a nossa tristeza em perfeita alegria, que nos oferece a vitória através da Cruz. "Se com Ele morremos, com Ele ressuscitaremos".

Os nossos irmãos reunidos na Porciúncula, são hoje como Maria, que acolhe o anúncio e imediatamente se coloca a serviço de quem necessita do seu auxílio. São como Maria, que tem o coração transformado pelo amor do seu Senhor, para no amor Dele transformar em alegria a tristeza dos nossos irmãos. São por fim, Igreja viva, sustentada e orientada pela acção do Espírito Santo. O Dom de Deus que os vai transformar e os fará testemunhar que Cristo vive entre nós, é a alegria de pertencermos ao Corpo Místico de Cristo, que vive e reina para sempre, aquecendo o nosso coração a caminho do novo "Emaús", que nos leva a partilhar o pão do céu.
Pela alegria de servir, pelo júbilo de um encontro com o Senhor, pela certeza de sua presença transformadora e pelo mergulho da fé no Mistério de Deus, vamos rezar para que o E. Santo desça sobre cada um, e possam anunciar, como FRANCISCO pela vida fora, que Cristo ressuscitou e vive entre nós. Que somos outros "Cristos" testemunhando a graça, o amor e o Dom de Deus no mistério do Pentecostes.

Mª Teresa disse...

Família Retalhos 2,
Prestes a Celebrar o Pentecostes de 2010, atrevo-me a consultar o que se reporta de 2009.
Será demais me libertar de vida terrena e "sentir" que TODOS nós somos (podemos ser...EU posso ser) um pequenino testemunho de que o Espírito Santo também se derrama sobre quem O procura...
Vivo uma benção que me atrevo atribuir (também)à Sua proximidade (Pentecostes 2010). Fixe: vou contar para Irmãos... Claro, recato merece ser apreciado. Assim no Retalhos 2 só digo que O estou experimentando. Assim seja,

AVISO LEGAL – Procurarei fazer, neste blog, uma utilização cautelosa de textos, imagens, sons e outros dados, respeitando os direitos autoriais dos mesmos. Sempre que a legislação exigir, ou reclamados os referidos direitos de autor, procurarei prontamente respeitá-los, corrigindo informação ou retirando os mesmos do blog

 
© 2009 | RETALHOS 2 | Por Templates para Você