Retalhos Bem-vindo! Retalhos Willkommen! Retalhos Bienvenido! Retalhos Bienvenue! Retalhos Benvenuti! Retalhos Welcome! Retalhos 歡迎! Retalhos Καλως ηλθατε! Retalhos Добро пожаловать! Retalhos!مرحبا Retalhos

PORTUGAL: BEM VINDO SANTO PADRE!

VÍDEOS: Para visualizar e ouvir os vídeos deverá dasativar a música de fundo no painel aqui do lado esquerdo

19 junho 2009

ANO SACERDOTAL

ANO SACERDOTAL: ORIENTAÇÕES ESPIRITUAIS E PASTORAIS

Hoje, em todo o mundo, inicia-se o ANO SACERDOTAL.
Em Lisboa haverá uma Eucaristia Solene na Basílica da Estrela, ao fim da tarde, para a qual foram convocados todos os Sacerdotes.


Por agora, e para marcar este acontecimento, fica aqui um texto que nos ajuda a entender o porquê da importância do Papa ter convocado a Igreja para um Jubileu destes.



"Os sacerdotes e fiéis que realizarem determinados exercícios de piedade durante o Ano Sacerdotal receberão a indulgência plenária. A informação é adiantada num decreto divulgado pela Sala de Imprensa da Santa Sé, assinado pelo cardeal James Francis Stafford e pelo bispo Gianfranco Girotti, O.F.M., respectivamente penitenciário maior e regente da Penitenciaria Apostólica.

A Igreja celebrará este ano de 19 de Junho de 2009 até ao mesmo dia do ano seguinte, por ocasião do 150.º aniversário da morte de São João Maria Vianney, o Cura de Ars.

O Ano Sacerdotal começará no dia da solenidade do Sagrado Coração de Jesus, com a celebração das vésperas, presidida pelo Papa, diante das relíquias de São João Maria Vianney, levadas a Roma pelo bispo de Belley-Ars.

O decreto explica detalhadamente as modalidades para a obtenção das indulgências. Em primeiro lugar, poderão obter a indulgência plenária os sacerdotes que, “arrependidos de coração”, rezem qualquer dia as Laudes ou Vésperas diante do Santíssimo Sacramento exposto para a adoração pública ou no sacrário e, seguindo o exemplo de São João Maria Vianney, se ofereçam para celebrar os sacramentos, sobretudo a Confissão, “com espírito generoso e disposto”.

O texto indica que os sacerdotes poderão beneficiar da indulgência plenária aplicável a outros sacerdotes defuntos como sufrágio, se, em conformidade com as disposições vigentes, se confessarem, comungarem e rezarem pelas intenções do Papa.

Por outro lado, todos os cristãos poderão beneficiar de indulgência plenária sempre que, “arrependidos de coração”, participarem na Missa e oferecerem pelos sacerdotes da Igreja orações a Jesus Cristo e qualquer boa obra.

Tudo isso complementado com o sacramento da confissão e a oração pelas intenções do Papa “nos dias em que se abra e se conclua o Ano Sacerdotal, no dia do 150.º aniversário da morte de São João Maria Vianney, nas primeiras Quintas-feiras de cada mês ou em qualquer outro dia estabelecido pelos Ordinários dos lugares para a utilidade dos fiéis”.

O texto indica que o Santo Cura de Ars “aqui na terra, foi um maravilhoso modelo de verdadeiro pastor do rebanho de Cristo”.

Também destaca que as indulgências podem ajudar os sacerdotes, junto com a oração e as boas obras, a obter “a graça de resplandecer com a fé, a esperança, a caridade e as demais virtudes” e “mostrar com a sua conduta de vida, também com o seu aspecto exterior, que estão plenamente dedicados ao bem espiritual das pessoas”.

Redacção Ecclesia/Zenit

5 comentários:

Sirlene disse...

Frei Albertino,
Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!
Registro aqui, para o Sr, e para toda a Família Retalhos que ofereço aos sacerdotes do mundo inteiro , vivos e falecidos, em especial para o Sr, Frei Albertino, minhas orações,neste ano sacerdotal.Que o Santo Cura D´Ars os abençôe a todos.
Desde criança sou devota de São João Vianney, mesmo sem conhecer ainda sua vida que posteriormente procurei saber.Imagino a felicidade dele por ver levada a cabo esta iniciativa desta celebração, tendo-o como motivo de inspiração como modelo!Mais uma prova de que Deus eleva os humildes!
Que todos os fiéis também se unam em oração por esta causa!
Sirlene

maresia disse...

Querida Família Retalhos, eis que depois da azáfama dos últimos dias, posso vir ao nosso cantinho do céu e partilhar convosco, o que ouvi na Rádio Renascença pela voz de Aura Miguel, sobre S.João Vianney:
"Este pároco francês morreu há 150 anos. Falava do sacerdócio com imenso fascínio e dizia mesmo que se o padre realizasse a importância da sua vocação, “morreria, não de susto, mas de amor, porque Deus lhe obedece, porque o padre pronuncia duas palavras e à sua voz, Nosso Senhor desce do céu e encerra-se numa pequena hóstia”.

Aos seus paroquianos o Cura d’Ars explicava: “Que aproveitaria termos uma casa cheia de ouro, se não houvesse ninguém para nos abrir a porta? O Padre possui a chave dos tesouros celestes e ele que abre a porta”!

E, sobre a confissão dizia: “O bom Deus sabe tudo. Ainda antes de vos confessardes, já sabe que volteis a pecar e todavia perdoa-vos. O seu amor é tão grande que vão ao ponto de esquecer voluntariamente o futuro só para poder perdoar-vos agora!”
Deus abençoe os nossos Sacerdotes.
Seja por Caridade

Lena disse...

Esta data significa, para mim, que hoje, dia do Sagrado Coração, ao iniciar-se este Ano Sacerdotal, TODOS somos chamados a uma maior exigência de busca de: (1) Pureza no nosso pequenino coração e nos nossos sentimentos; (2) Simplicidade na nossa pequenina mente e nos nossos pensamentos; (3) Fortaleza na nossa pequena ALMA para que esses sentimentos e pensamentos nos permitam ligar à LUZ de Sabedoria; (4) Fortaleza no nosso pequeno ESPÍRITO para que através desses mesmos pensamentos e sentimentos possamos agir solidários, atingindo e absorvendo, à nossa medida, a FORÇA DO DIVINO ESPÍRITO SANTO!
Assim, na confluência do Coração e da Mente com a Alma e o Espírito, juntar-nos-emos a um só Coração e a uma só Alma, procurando a celebração no Coração de Deus junto de cada Irmão ao nosso lado!
Que Desafio!!! Alguns estarão mais aptos do que outros, mas todos poderemos tentar entrar em ACÇÃO...
Faço votos sinceros para que a Coragem não nos falte e ao longo deste ano nos sintamos mais alertados e fortalecidos para tentar corresponder a mais este desafio!
PAZ e BEM

Alda disse...

Nas minhas leituras encontrei algo que achei muito bonito e aqui partilho.
O que um sacertote deve ser:
Muito grande e, ao mesmo tempo, muito pequeno.
De espírito nobre como se tivesse sangue real, e simples como um camponês;
Herói por ter triunfado de si mesmo e homem que chegou a lutar com Deus;
Fonte inesgotável de santidade e pecador a quem Deus perdoou;
Senhor dos seus próprios desejos e servidor dos débeis e vacilantes;
Alguém que jamais dobrou os joelhos perante os poderosos e se inclina diante dos mais pequeninos;
Dócil discípulo do seu Mestre e chefe de valorosos combatentes;
Ancião pela prudência dos seus conselhos e menino pela sua confiança nos outros;
Alguém que aspira sempre ao mais alto e amante do mais humilde;
Feito para a alegria e acostumado ao sofrimento;
Alheio a toda a inveja.
Transparente nos seus pensamentos.
Sincero nas suas palavras.
Amigo da paz.
Inimigo da preguiça.
Seguro de si mesmo.
Neste ano sacerdotal também eu rezo.
Paz e Bem
Alda

Mª Teresa disse...

Família Retalhos 2,
Está prestes a finalizar este ANO SACERDOTAL (aproximando-se o mês de Junho de 2010, breve, breve)...Tanto com o Papa João Paulo II como com Bento XVI sempre manifestaram sua enorme veneração pelo Santo Cura de Ars.
O primero dando um Feliz retrato deste Santo (sempre que beijava o solo de um país que visitava ); o actual Papa (com imenso recato) resolve atribuir relevo ao assinalar os 150 anos da morte do Santo Cura de Ars.
Cristãos do Mundo: Julgo que nos cumpre confiar que todos os Sacerdotes alcancem (ou, se destaquem) pela dedicação ao bem espiritual de todas as comunidades cristãs. Assim seja,

AVISO LEGAL – Procurarei fazer, neste blog, uma utilização cautelosa de textos, imagens, sons e outros dados, respeitando os direitos autoriais dos mesmos. Sempre que a legislação exigir, ou reclamados os referidos direitos de autor, procurarei prontamente respeitá-los, corrigindo informação ou retirando os mesmos do blog

 
© 2009 | RETALHOS 2 | Por Templates para Você