Retalhos Bem-vindo! Retalhos Willkommen! Retalhos Bienvenido! Retalhos Bienvenue! Retalhos Benvenuti! Retalhos Welcome! Retalhos 歡迎! Retalhos Καλως ηλθατε! Retalhos Добро пожаловать! Retalhos!مرحبا Retalhos

PORTUGAL: BEM VINDO SANTO PADRE!

VÍDEOS: Para visualizar e ouvir os vídeos deverá dasativar a música de fundo no painel aqui do lado esquerdo

12 novembro 2009

Seminários: PRESENÇA E ESPERANÇA




Mensagem para esta Semana dos Seminários:

1. Temos seminários em quase todas as dioceses de Portugal e em muitos dos institutos

religiosos. Os seminários são instituições que inscrevem no chão sagrado dos seus edifícios as marcas do tempo e da história e elevam nos traços que exteriormente os identificam os sinais da presença da Igreja.

Alguns destes seminários trazem consigo a memória viva de muitos séculos; outros mais recentes afirmam-se nos primeiros passos que agora começam a dar.

Recebi há dias um belo texto com o título: Padres Jovens de Hoje. Assim se apresenta, através do testemunho de vários padres jovens que ali consolidaram a vocação e dali partiram rumo à ordenação de presbíteros, um dos mais recentes seminários maiores de Portugal.

Nesta nova fase, o Seminário Maior de S. Paulo de Almada, na Diocese de Setúbal, tem apenas dez anos de existência. O antigo convento dominicano, fundado em 1569, foi mais tarde, em 1935, Seminário do Patriarcado e desde 1999 é Seminário Maior da recém-criada Diocese de Setúbal. Nestes dez anos são já vários os sacerdotes que falam deste Seminário em jeito de testemunho e são outros tantos aqueles em quem o valor e a missão do seminário se revelam, como se o percurso de vocação e do ministério se identificasse com a casa onde viveram e sobretudo com a instituição que os formou.

Os seminários existem para formar sacerdotes da Igreja, como pastores segundo o Coração de Cristo, o bom Pastor. Permanecem instituições necessárias e no contexto presente da formação são mesmo insubstituíveis.

Os seminários não são apenas as casas com mais ou menos história, com mais ou menos

beleza. Os seminários são os alunos, os formadores e quantos ali trabalham, rezam e colaboram tantas vezes como beneméritos anónimos, discretos e activos. Os seminários são escolas ao modo da escola do Mestre onde se aprende a ser discípulo de Jesus e onde se preparam os apóstolos de hoje.

Vemos surgir no nosso tempo paradigmas novos de formação sacerdotal e seminários com percursos específicos, centrados na comunhão eclesial e no acolhimento das orientações da Igreja. Sentimos que nesta necessária abertura ao Espírito, que é alma da Igreja, todos somos chamados a assumir os seminários e a formação dos novos sacerdotes como uma missão essencial da vida dos cristãos e das comunidades.

2. O Santo Padre Bento XVI convida-nos a viver este ano como Ano Sacerdotal, na evocação dos 150 anos da morte do Santo Cura d’ Ars. Muitas das iniciativas pensadas e programadas para a vivência deste Ano Sacerdotal gravitam em torno do Seminário, daí nascem e daí se projectam em toda a Igreja, verdadeiro povo sacerdotal.

A fidelidade do sacerdote, aprendida e renovada diariamente na fidelidade de Cristo é não apenas o lema deste Ano Sacerdotal mas certamente uma das afirmações mais belas da Igreja e um dos testemunhos mais válidos a fazer surgir novas vocações e a ajudar a perseverança daqueles que se sentem chamados.

O amor pelos seminários, expresso em gestos de oração, de afecto e de generosidade, afirma um belo testemunho de vida eclesial, constitui um sinal de gratidão pelo bem ali realizado, faz despertar a gratidão por quantos ali dedicadamente trabalham, torna presente diariamente os seminários na vida dos sacerdotes e abre os seminários às comunidades cristãs.

O Ano Sacerdotal deve levar cada vez mais os sacerdotes aos seminários e deve aproximar os seminários das comunidades cristãs.

É nesta comunhão e nesta proximidade que cada sacerdote se revigora e fortalece também e que as comunidades se apercebem do valor do seminário como presença e esperança no coração da Igreja.

Esta Semana dos Seminários vivida em pleno Ano Sacerdotal tem certamente mais afirmado ainda este carisma vocacional para fazer despertar na Igreja, povo sacerdotal, vocações para a vida sacerdotal.

3. O VI Simpósio do Clero de Portugal, aberto a todos os sacerdotes e seminaristas maiores, foi um momento de bênção neste Ano Sacerdotal. A participação de cerca de 1000 sacerdotes, o conteúdo das mensagens recebidas, o ambiente ali vivido, a partilha feita, a beleza litúrgica das celebrações e os tempos mais prolongados de oração imprimiram a este Simpósio um espírito de alegria, de comunhão e de esperança.

Importa aproveitar esta Semana dos Seminários para inspirar deste ambiente, vivido no Simpósio, e da mensagem aí recebida os seminários e os presbitérios de Portugal. As Actas do Simpósio serão publicadas ainda antes da Semana dos Seminários e podem constituir um belo contributo para reflexões mais demoradas e aprofundadas em cada seminário.

4. A Comissão Episcopal Vocações e Ministérios escolheu como lema desta Semana dos Seminários: Palavra que chama e envia.

A Palavra de Deus é a fonte inesgotável da vocação e alimento de vida para tantos jovens.

Os seminários são tempo de escuta desta palavra que chama e envia e espaço onde

ressoa a voz do Mestre.

Na escuta atenta da Palavra de Deus, rezada, celebrada, vivida e testemunhada, e no

acolhimento dócil da voz do Mestre sentimos que é Jesus que nos chama a segui-LO, como outrora aos primeiros discípulos, e nos envia a testemunhar com fidelidade e ousadia as razões da nossa esperança e a alegria da Boa Nova do Reino.

Para nos ajudar neste caminho e nos incentivar neste propósito, a Equipa Formadora do

Seminário Diocesano de Santa Joana Princesa, em Aveiro, a quem em nome da Comissão Episcopal Vocações e Ministérios agradeço esta colaboração e este testemunho de comunhão, indica-nos alguns textos de oração e de reflexão para servirem os grupos de crianças e de jovens ou a comunidade cristã.

Desejam estes textos relançar neste momento propício da Semana dos Seminários alguns desafios à criatividade pastoral de cada Seminário e de cada Comunidade cristã ou Movimento apostólico. Todos sabemos do interesse pastoral e do dinamismo apostólico que as Semanas dos Seminário em cada ano despertam na Igreja em Portugal. Demos graças a Deus por todo o bem realizado e por tanta generosidade e dedicação aos Seminários encontradas no coração das pessoas e das comunidades.

5. Que Nossa Senhora, Mãe de Deus e nossa Mãe, nos anime na fidelidade e nos fortaleça na alegria e na comunhão para que os seminários sejam cada vez mais uma presença de graça, de bênção e de santidade no coração das nossas dioceses e na formação dos nossos presbitérios e um sinal de esperança na renovação da Igreja.

+António Francisco dos Santos

Bispo de Aveiro e Presidente da CEVM

7 comentários:

suzi disse...

Palavra Incriada e criadora
Palavra do Pai, salvadora,
Palavra no Espírito Presente
Palavra que convoca e provoca

Palavra que chama e envia

És Tu, Senhor Jesus, a Palavra
definitiva da História;
És Tu, Senhor Jesus, a Palavra
do Pai que se faz ouvir pela força
do Espírito Santo;
És Tu, Senhor Jesus, a Palavra
que toda a humanidade espera.

Faz de nós instrumentos
audazes e fortes.
Para que a tua Palavra se
faça ouvir.
Na autenticidade do
nosso testemunho.
Na coerência da nossa vida.

Faz de nós mensageiros fiéis
e credíveis.
Para que a tua Palavra
seja recebida
Nos corações de tantos jovens.
Que querem construir um
Mundo melhor.

Que querem colaborar na
edificação do Reino.
Que querem encontrar o seu
lugar na Igreja.

Faz, Senhor, que estejamos
atentos à tua voz
Para que à primeira Palavra
nos levantemos sem demora.
E avancemos de imediato
para a missão.

Faz, Senhor, que o nosso
Testemunho seja a
nossa oração.
Pelos Seminários e
pelos seminaristas.
E por todos os jovens a quem
a tua Palavra chama
e envia. Ámen.

maresia disse...

Amigo, quanta novidade, neste nosso cantinho do Céu!
Que bonita imagem a ilustrar as palavras do sr Bispo de Aveiro.
PRESENÇA E ESPERANÇA, SIM, de mãos dadas, essencialmente, pelas suas diferenças, fazendo um Mundo Melhor. Apesar da idade, continuo-o a acreditar e a trabalhar nesse sentido; sou um pouco como o outro, que embora transportando tijolo como o seu companheiro, ele tinha um ânimo diferente...ele andava a construir uma Catedral.
É aqui que está a grande diferença...na Esperança e na Alegria. Se o nosso testemunho passar por aqui, haverá, com a Graça de Deus, mais vocações.
Força Amigo.

lena disse...

Já quase no final da semana dos seminários, continuemos a pedir ao Senhor, que nos envie e nos dê muitos e santos «pastores segundo o Seu Coração» para apascentar e conduzir este povo de Deus, que bem precisa de pastores Santos que o conduzam…
Oxalá o nosso testemunho, seja um testemunho de FÉ, Esperança e Alegria junto dos irmãos.

Anónimo disse...

Família Retalhos,
Fraco meu entendimento (por certo, por enorme desfasamento...) deste, sem dúvida, excelente testemunho de António Francisco dos Santos Bispo de Aveiro!
Excelente, cumpre-me afirmar, o recorte fotográfico aqui aplicado! Boa Semana dos Seminários! Cuido que relendo APRENDO! Vou insistir: garanto!
MªTeresa CC

Sirlene disse...

Frei Albertino e Família Retalhos:
Que texto, esse de hoje!Estou ainda lendo e relendo para assimimilar cada vez mais, as mensagem nele contidas.Quando no início da semana vi o tema enfocado, pensei:que novidade pode ter em meditar sobre seminérios?Hoje,ao iniciar a leitura do texto , ainda sem saber o autor acreditava ser do Sr, Frei Albertino, e me indagava:"como um jovem como o Frei Albertino pode ter tanta sabedoria?"Porque para escrever o aqui está...quarenta anos de idade cronológica são insuficientes!Vejam que conceitos...que experiências...que vivências, quanta riqueza de espírito...quão felizes são as colocações!Deus seja louvado!
O mundo, hoje, cheio de busca de espiritualidade, enganado por "filosofias baratas" que querem passar por religiões consistentes...e neste texto este chamado a nós católicos a ser " verdadeiro povo sacerdotal", para mim...é resposta veemente ao que se pretende nesta semana dos Seminários!
Outra consideração oportuna:O sentido da universalidade da formação...não importa em que "casa" recebe-se a formação mas sim o sentido de que as "casas" formam para um fim...isto é "carapuça" não apenas para os seminários!
A recordação dos formadores anônimos...faz-me lembrar a atuação dos humildes missionários que emcondições precárias,em longínquas terras,educaram e educam, plasmam almas...de seminaristas... grandes homens da Igreja!
Por fim o sentido dinâmico dos seminários, com abertura para a" formação continuada" dos ordenados e para a comunidade, traz a novidade que contrasta com o sentido estático dos antigos seminários, o que certamente colabora para a preservação da tradição do que foi e é bom e renovação do que pode ser erradicado.

Mais uma vez, Frei Albertino, obrigada pela riqueza desse blog...Paz e Bem a toda a Família Retalhos!

Anónimo disse...

Bela reflexão sobre papel TÃO rejuvenescido dos Seminários Portugueses! Acredito que a par de espaços físicos bem antigos (bem lindos também...), a filosofia se vem abrindo aos novos caminhos que a palavra de Deus sempre nos estimula! Claro! Projectemos mais longe, aqui, isso é POSSÍVEL: ABERTURA e ESPERANÇA! Termino não sem referir a excelente gravura aqui associada! Bem haja família Retalhos, prossiga(m) sempre,
Mª Teresa CC

mariana disse...

Obrigada Frei por este texto do Bispo de Aveiro sobre a Semana dos Seminários, que também nos serve de reflexão.

Senhor Jesus que a nossa oração seja PRESENÇA E ESPERANÇA junto de todos aqueles que chamaste.
Que neste ano Sacerdotal,
Tu, Senhor Jesus na pessoa de S. João Maria Vianney nos destes o dom de um pastor persistente e dedicado, não deixes que à Tua Igreja faltem santos Sacerdotes.
Que, a Tua voz se faça ouvir hoje, e muitos jovens abram o seu coração à Escuta atenta do Pai, que tantas vezes fala, nas noites mais escuras...! no silêncio dos seus corações, com aquela palavra de Amor que Chama e Envia.

A toda a Família Retalhos que reza pelos Seminários que Deus Abençoe.

AVISO LEGAL – Procurarei fazer, neste blog, uma utilização cautelosa de textos, imagens, sons e outros dados, respeitando os direitos autoriais dos mesmos. Sempre que a legislação exigir, ou reclamados os referidos direitos de autor, procurarei prontamente respeitá-los, corrigindo informação ou retirando os mesmos do blog

 
© 2009 | RETALHOS 2 | Por Templates para Você