Retalhos Bem-vindo! Retalhos Willkommen! Retalhos Bienvenido! Retalhos Bienvenue! Retalhos Benvenuti! Retalhos Welcome! Retalhos 歡迎! Retalhos Καλως ηλθατε! Retalhos Добро пожаловать! Retalhos!مرحبا Retalhos

Senhor! Fazei-me instrumento da vossa paz!

VÍDEOS: Para visualizar e ouvir os vídeos deverá dasativar a música de fundo no painel aqui do lado esquerdo

27 dezembro 2009

Sagrada Família

Celebramos hoje a Festa da Sagrada Família.
Somos convidados a olhar uma vez mais para a ternura de Deus Menino que se dignou nascer numa família humana tal como nós.
É uma forma peculiar de Deus entrar na nossa história.
O Adeste Fideles é eco dos pastores que vão chegando ao presépio para manifestar junto de José e Maria a alegria por este Menino que nos nasceu.
Ele é a Vida que estava junto do Pai e que se manifestou na terra para que todos nós possamos ver a Sua glória de Unigénito do Pai, cheio de graça e verdade.

(Desactivar, na coluna da esquerda, a música do blog para ver o clip de vídeo)

25 dezembro 2009

Cristo Nasceu

Mais uma noite de Natal.
CRISTO NASCEU PARA NÓS
Renovo os votos de que esta noite seja abençoada para todos vós e que todo este tempo de natal seja de muita paz, alegria e saúde.
Que o Menino Deus seja a nossa paz...

24 dezembro 2009

Noite de procura e de LUZ


Tal como há um ano, neste mesmo dia, ou melhor, já noite e dado por terminadas as tarefas de presépios e ornamentações de Natal, o cansaço dá lufar à paz interior.
Voltei ao Retalhos 1, muitas vezes o faço, e recordei este poema que fiz precisamente há um ano nesta mesma noite.
Deixo a mensagem que então partilhei...
Acrescento um OBRIGADO AOS AMIGOS pela a juda que deram e a DEUS porque me deu a companhia do meu Samuel que já dorme profundamente depois de à meia noite ter cantado os parabéns à mamã que hoje celebra o DOM DA VIDA.
Com o poema que se segue - se lhe posso chamar poema - quero colocar-me mais uma vez no ligar de Maria e José em busca de hospedaria...

NOITE DE PROCURA E DE LUZ

Passo a passo vão pelo horizonte além
No cansaço de um longo caminhar,
Dirigem-se à cidade de Jerusalém
José e Maria, a fim de se recensear.

Um burrinho cansado, Maria transporta
Alheio ao milagre que em noite irá ver,
Levará Maria e José de porta em porta
E um Menino no ventre que está p’ra nascer.

E eis que é chegada a hora da Esperança
Em que a Virgem trará a Salvação.
Mas ninguém tem lugar na vizinhança
Para acolher em sua casa um Irmão.

E a noite sobre a terra vai caindo,
Frio, escuridão e neve caem também.
E o burrinho, bem cansado, vai seguindo
Levando Maria e José até Belém.

E o Menino que no ventre, é o Senhor
Não podia esperar mais p’ra nos salvar.
É num estábulo, não havia lugar melhor,
Que Maria, a Deus Menino, à luz vem dar.

Quanta alegria o burrinho e os animais
Ali pasmados diante da grande Luz.
Um bebé ali nasceu chorando em ais,
E seus pais já lhe chamavam Jesus.

Ó que noite de Luz, noite Santa,
Em que Deus connosco habitou.
A Criação inteira exulta e canta
Em adoração a quem tudo criou.

Noite da procura é agora noite da Vida
Porque Deus, o Emanuel, até nós vem,
E a humanidade que se encontrava perdida
Vê-se salva num estábulo, em Belém.

Neste dia que antecede o meu Natal
Quero fazer da minha Vida uma oração.
Oferecer ao Menino Deus, presente tal,
Que consiga esgotar meu coração.

Brilha Luz Divina sobre mim
Sobre todos os que tenho no pensamento.
Que a tua bênção desça a nós, sem fim,
Que neste Natal sejamos o teu acolhimento.

Noite de procura dum lugar p’ra dar à Luz
É a noite de todo homem e mulher também.
Que cada um possa esquecer a sua cruz
P’ra celebrar a alegria, na noite de Belém.

Frei Albertino S. Rodrigues O.F.M.

17 dezembro 2009

Advento: Mãe do Coração


Mãe do coração
Quero que sejas Tu
A preparar a minha tenda
Para acolher o Amor
Que vem…

Mãe do coração
Quero no silêncio
Me ensines a escutar a Palavra
E a deixar que ela penetre
Até ao fundo do meu ser
Para que aí
Um coração novo
Possa nascer…

Mãe do coração
Quero que na vida
Me ensines a acolher o Amor
E a deixar que ele entre
Na pobreza da minha tenda
Para que aí
O homem pobre possa habitar…

Mãe do coração
Quero que no caminho
Me ensines a descobrir o Norte
E a deixar que Ele guie
A minha pequena barca
Para que aí
Um novo horizonte
Possa desvendar…

Mãe do coração
Quero que na entrega
Me ensines a acreditar na Fidelidade
E a deixar que ela seja
Na minha vida
Para que aí
Uma nova vida
Possa brotar…

Mãe do coração
Quero que na minha tenda
Tu sejas pobreza e ternura
Tu sejas hospitalidade e alegria
Tu sejas serviço e disponibilidade
Tu sejas coração
Tu que és a Senhora na minha tenda
Faz dela um coração…
Onde o Amor possa habitar…

"Lena"

11 dezembro 2009

D. Manuel Clemente: Pessoa do ano

Não posso deixar de me alegrar neste dia com o facto do nosso querido e grande Amigo, o Ex.mo e Rev.mo Senhor D. Manuel Clemente, Bispo do Porto, ter sido galardoado com o PRÉMIO PESSOA 2009.
Num tempo em que tanto se esquece o valor e o papel da Igreja e dos seus bons Pastores, este prémio pessoal atribuído a D. Manuel, é também para todos nós um incentivo a que procuremos ser nós mesmos na defesa de valores humanos e culturais como o nosso Bispo sempre soube revelar ao longo da vida.
Tenho a honra de fazer parte dos seus amigos e admiradores e por isso a minha palavra de felicitações a tão alto e insigne Senhor deste nosso país e da Igreja Portuguesa.

PARABÉNS SENHOR D. MANUEL.

Deixo parte do texto retirado do site do Expresso:

A "postura humanística de defesa do diálogo e da tolerância" a sua voz no "combate à exclusão" e o seu empenho na "intervenção social da Igreja" valeram a D. Manuel Clemente, bispo do Porto, o Prémio Pessoa 2009, no valor de 60 mil euros.
Francisco Pinto Balsemão, presidente do júri do Prémio - uma iniciativa do Expresso com o patrocínio da Caixa Geral de Depósitos - sublinhou a importância destas características do premiado, tendo em conta o momento particularmente difícil que vive Portugal e o Mundo. "Não fomos indiferentes às dificuldades nacionais e mundiais que vivemos e o papel de destaque de uma personalidade que é uma referência ética e com grande intervenção social", disse ao Expresso, recusando, porém, que este tenha sido o Prémio mais político alguma vez atribuído por este júri.
Mário Soares, outro dos jurados do Pessoa, assumiu publicamente o seu apreço por D. Manuel Clemente. "Toda a gente sabe que sou agnóstico. Mas não tive a menor dúvida em votar a favor desta deliberação", disse aos jornalistas, sublinhando a relevância de um homem de "grande compreensão e abertura de espírito. É um homem de diálogo", disse o antigo Presidente da República e fundador do Partido Socialista. "O bispo do Porto é uma figura relevante, independentemente do facto de ser bispo", conclui.
Pinto Balsemão assumiu ainda que uma parte significativa dos membros do júri não tem qualquer posição religiosa - "quatro ou cinco declaram ser agnósticos" - o que "demonstra a grande abertura deste Prémio Pessoa e a ausência de qualquer faccionismo".
No comunicado final, lido esta manhã em Seteais, os membros do júri do Prémio Pessoa destacaram ainda a publicação, no corrente ano, de duas obras de carácter historiográfico por parte de D- Manuel Clemente. "Um só propósito" e "Portugal e os Portugueses" foram as obras citadas.” (in http://aeiou.expresso.pt/)

AVISO LEGAL – Procurarei fazer, neste blog, uma utilização cautelosa de textos, imagens, sons e outros dados, respeitando os direitos autoriais dos mesmos. Sempre que a legislação exigir, ou reclamados os referidos direitos de autor, procurarei prontamente respeitá-los, corrigindo informação ou retirando os mesmos do blog

 
© 2009 | RETALHOS 2 | Por Templates para Você