Retalhos Bem-vindo! Retalhos Willkommen! Retalhos Bienvenido! Retalhos Bienvenue! Retalhos Benvenuti! Retalhos Welcome! Retalhos 歡迎! Retalhos Καλως ηλθατε! Retalhos Добро пожаловать! Retalhos!مرحبا Retalhos

Senhor! Fazei-me instrumento da vossa paz!

VÍDEOS: Para visualizar e ouvir os vídeos deverá dasativar a música de fundo no painel aqui do lado esquerdo

31 janeiro 2010

Eleição, Amor, Profeta (em HD)

Partilho mais uma pequena reflexão acerca da Palavra deste dia.
Faço-o pela primeira vez no jardim e com nova máquina de filmar.
FILME EM HD. Escolha na barra inferior do vídeo os xp que melhor funcionam no seu PC.
Que este seja para todos um Domingo de paz e bem.
(Desligar a música do blog na coluna da esquerda)

29 janeiro 2010

Papa recorda S. Francisco e o Islão


Num tempo tão conturbado como é o nosso, em que os valores humanos e religiosos parecem desvanecer-se a cada passo, em que as Religiões se degladiam em nome de Deus, muito nos alegra ver o Santo Padre recordar S. Francisco como homem do repeito e diálogo entre Religiões.

Texto da alocução do papa Bento XVI
na Audiência Geral do passado dia 27 de Janeiro.

Queridos irmãos e irmãs,
São Francisco de Assis, nascido no final do século XII,
foi um autêntico “gigante da santidade”,
que continua a fascinar inúmeras pessoas
de todas as idades e credos religiosos.
Depois de viver uma juventude leviana,
Francisco passou por um lento processo
de conversão espiritual
que culminou na sua decisão de viver na pobreza
e de dedicar-se à pregação,
sempre em comunhão com a autoridade eclesiástica.
O seu ardor missionário o levou até às terras
sob o domínio do Islão onde conseguiu,
armado somente da sua fé e mansidão,
estabelecer um diálogo frutuoso com os muçulmanos,
o qual ainda hoje é modelo para nós.
Com efeito, Francisco não procurou outra coisa
senão ser como Jesus:
contemplando-O no Evangelho,
amando-O intensamente na Eucaristia
e imitando as Suas virtudes,
até ao ponto de receber o dom sobrenatural dos estigmas, demonstrando assim, visivelmente,
a sua conformação total a Cristo humilde, pobre e sofredor.
* * *
Amados peregrinos de língua portuguesa,
o testemunho da vida de São Francisco de Assis
ensina que o segredo da verdadeira felicidade
é tornar-se santo.
Que a Virgem Maria vos conceda este dom
a vós e aos vossos familiares
que de coração abençoo.
Ide em paz!

(Papa Bento XVI)

26 janeiro 2010

Somos Faróis no Mundo

Cada crente, um farol - Mt 5:13 a 16
Estava pensando sobre um farol.
Fui ver o que significa. Então comecei descobrir algumas características dos faróis. A medida que fui descobrindo fui pensando na família, porque é justamente o que este texto da palavra de Deus tenta nos mostrar: Deus coloca cada um de nós como um farol referencial nesta terra. Eu não quero simplesmente passar por esta vida. Não estou preocupado com monumentos ou coisas, eu quero ser um instrumento de Deus nessa terra, eu quero ser uma bênção. Sabe porque? Porque tudo mais vai passar, mas as coisas da graça de Deus que semeamos são eternas, estas duram para sempre. Você é um farol, sua casa é farol.O que o farol faz.
I - Farol é um referencial a longa distância para quem está chegando, procurando terra firme. Desde os tempos antigos os faróis ou aquelas fogueiras que eram colocadas na beira das praias nas montanhas estavam dizendo para o navegante no meio da escuridão, onde ele tinha que colocar a proa do navio e ir, em que direcção ele devia navegar. Assim acontece na nossa vida, existem referenciais de Deus que podemos perceber a longa distancia, e Deus nos abençoa através destes referenciais. Foi isso que Jesus disse quando expressou somos a luz do mundo. Como é bom termos referenciais, as vezes a gente imagina que sabe tudo ou conhece tudo e na verdade o que acontece é que no meio das tempestades da vida, a gente vai descobrindo que não sabe tanto assim. E aí, a gente precisa ver aquele farolzinho brilhando e dizer: Olha, tem terra firme pra lá, eu preciso ir naquela direcção, naquele rumo. Eu não sei como está sua vida, mas se você está aqui hoje é porque Deus colocou um farol, alguém perto de você. Somos defeituosos, não tem ninguém perfeito, mas muitos estão tentando brilhar, e se você pode enxergar um pouquinho da luz de Jesus, coloca a proa do teu barco na direcção desta luz que você vai encontrar terra firme.
II – Os faróis são instrumentos de localização do barco no meio do mar,
Existem cartas marítimas que marcam a posição exacta dos faróis. Se eu estou afastado da terra, consigo enxergar a luz de um farol e do outro. Da minha posição eu formo um triângulo e através deste triângulo eu posso dizer exactamente onde eu estou dentro da carta, eu consigo saber me localizar no meio do mar. Deus coloca marcar referenciais na nossa vida para que possamos entender ou achar o caminho no meio da nossa rota de vida. São faróis de Deus na nossa história, Você olha para eles e olha pra você mesmo, então consegue identificar a que distancia você se encontra deste lugar. Deus colocou faróis perto de você, e onde a luz de Deus esta brilhando, era o lugar onde você deveria estar. Se você não esta ali, veja que distância está, Deus está te dizendo através destes faróis se você está perto ou longe. Você que é farol de Deus em volta de tanta gente, cuide da sua luz, não a deixe apagar, porque este brilho da graça de Deus, do poder de Deus e da glória de Deus, há-de ser usado pelo Espírito Santo mesmo que você não saiba como nem quando nem de que jeito. O teu papel e polir as lentes, é limpar o farol, é por o azeite, é permitir que não se apague de jeito nenhum. O azeite é a unção e acção do Espírito na sua vida, sem essa unção não funciona e não tem luz. Se você quiser acender só o pavio da lamparina, ela vai fumegar vai cheirar mal mas não dará luz nenhuma, mas, quando você põe o azeite, ela acende a luz e não queima o pavio. Na vida é assim, eu preciso do Espírito Santo de Deus, essa unção é que faz brilhar mais intensamente a luz.
III – Alguns faróis são sinalizadores dos perigos.
As maneiras como eles piscam, e as cores de luzes que eles usam, faz com que as pessoas saibam que aquela é uma área perigosa, tem um banco de areia, um recife, ondas muito fortes ou há correntes que arrastam para praia, e a embarcação não deve chegar naquele lugar. Deus tem colocado faróis a nossa volta e maneira de como eles estão piscando para nós está dizendo, opa! Vai devagar, por aqui não, muda a rota, cuidado!!
!Pais e mães, Deus colocou vocês como um sinalizador. Seu modelo de vida pode ajudar ou atrapalhar seus filhos. Já parou para pensar nisso, você pode ser uma bênção ou pode ser uma maldição. Cuida para que a tua luz seja bênção, para promover bênção. Tem alguns faróis intermitentes, Você já viu uma luz intermitente, fica piscando, piscando, piscando, parece até chato de olhar para isso. Quando alguém está dizendo, olha o perigo, olha o perigo, olha o perigo, parece chato. Caros jovens e adolescentes, cuida, porque algumas luzes intermitentes estão dizendo: pára por aqui, não vai além, olha o perigo, olha o perigo. Alguns vão dizer pra você: Você é bobo, você não está entendendo o que é vida, experimenta tudo, faz de tudo. Eu vou dizer para você, experimenta não, porque você não precisa descobrir as desgraças, descubra sim as bênçãos que Deus tem para você.Tem muita gente crescida, mas que é tão criança, e não aprendeu ainda a viver, já deu tanta trombada na vida, e não descobriu que existem faróis referenciais dizendo por aqui não. Por aqui não. Por aqui, não. A tua casa está doída e machucada porque você não tem ouvido estes faróis de Deus que dizem para você: Por aqui, não!!!. Família, Deus colocou vocês para serem bênção, não tenham medo de ser farol referencial, a gente está aprendendo no mundo de hoje que na educação dos nossos filhos eles são tão independentes que a gente não deve interferir muito. Eu quero dizer para você que se for preciso pular na frente para que ele não caia no precipício eu quero pular. Eu sei que vou me ralar, mas quem vai fazer isso por eles. Seja um farol, Seja um farol, Seja um farol.
IV - Uma coisa que eu aprendi sobre farol é que nem todo farol consegue ficar na costa, alguns faróis têm que ser instalado sobre bóia, e alguns até sobre navios que ficam estacionados naquele ponto.Eu descubro que na nossa vida é assim, nem todo lugar para ser farol é um lugar de acomodação, às vezes eu tenho que me colocar na região de perigo para dizer, é aqui, e nessa hora que eu tenho que fazer diferença.
V - A última coisa que aprendi sobre faróis, Faróis têm uma missão preciosa.
Há um farol, há sempre um farol na entrada do canal de qualquer porto, e a maneira de como ele pisca e a cor da sua luz ele esta dizendo exactamente isto, é aqui o caminho seguro, pode entrar no porto. Olhando a ilustração que Jesus deu, que nós somos a luz do mundo, eu aprendi que nos fomos colocados nesta terra não apenas para sinalizar, mas para dizer, entra comigo pelo caminho. Deus nos coloca nesta vida para segurar na mão de algumas pessoas e dizer é aqui, vem, a gente vai andar junto. Deus nos coloca como faróis referenciais para dizer: Olha, o caminho é Jesus. A verdade é Jesus. A vida é Jesus. Pega na minha mão, vamos andar juntos com Jesus. E aí, eu descubro que ser farol não é apenas uma coisa de longa distância. Ser farol é andar junto com alguém. Ser farol é fazer da sua vida algo que faça a diferença para a eternidade na vida de alguém. Seja um Farol. Deus nos coloca perto de muitas pessoas todos os dias para ser um farol. E fazer diferença.

Por: Pr Milquizedeque

24 janeiro 2010

Ecumenismo: Testemunhas de Cristo



Vós sois as testemunhas destas coisas
(Lc 24, 48)

Neste dia em que terminamos a Semana de Oração pela unidade dos cristãos deixo a partilha deste clip de vídeo.
Aqui podemos ver como em Jerusalém, Católicos, Ortodoxos e Protestantes celebram a mesma e única Fé em Cristo Jesus, cada qual com o seu rito mas todos na mesma Fé.
Que Cristo a todos nos torne testemunhas destas coisas.
Clicar sobre o link
http://www.youtube.com/watch?v=pnxX1yINeXs
para poderem aceder à página e visualizar o vídeo.

Senhor Jesus

conduz-nos pelo caminho do diálogo

onde mais do que o que nos separa

encontremos o que nos une, a nós e a Ti.

Que sejamos verdadeiras testemunhas de Ti

no nosso dia-a-dia

para que os que connosco se cruzam

possam dizer como no Evangelho:

"Vejam como eles se amam..."

Unido a todos os Cristãos rezo:

PAI-NOSSO....


18 janeiro 2010

UNIDADE: Vós sois testemunhas

Semana de oração pela unidade dos cristãos

Vós sois as testemunhas destas coisas (Lc 24, 48)

A busca da unidade ao longo de todo o ano
No hemisfério norte, o período tradicional para a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos é de 18 a 25 de Janeiro. Essas datas foram propostas em 1908 por Paul Watson porque cobriam o tempo entre as festas de São Pedro e São Paulo e tinham, portanto, um significado simbólico. No hemisfério sul, em que Janeiro é tempo de férias, as Igrejas geralmente preferem outras datas para celebrar a Semana de Oração como, por exemplo, ao redor de Pentecostes (como foi sugerido pelo movimento Fé e Ordem em 1926), que também é um momento simbólico para a unidade da Igreja. Levando em conta essa flexibilidade no que diz respeito à data, estimulamos vocês a compreender o material aqui apresentado como um convite para achar oportunidades ao longo de todo o ano para expressar o grau de comunhão que as Igrejas já tenham atingido e para orar juntos por aquela unidade plena que é desejo de Cristo.
Todo o material de ápio em: http://www.oikoumene.org/fileadmin/files/wcc-main/documents/p2/2009/WeekOfPrayer2010_PORT.pdf
Introdução ao tema para o ano de 2010
Durante o século passado a reconciliação entre os cristãos tomou formas bastante diferentes.
A espiritualidade ecuménica mostrou como a oração é importante para a unidade dos cristãos.
Grande impulso foi dado à pesquisa teológica, levando a um grande número de acordos doutrinários. A cooperação prática entre as Igrejas no campo social fez nascer frutuosas iniciativas. Junto com essas conquistas mais amplas, a questão da missão assumiu um lugar especial. Há até um consenso generalizado de que a Conferência Missionária Mundial de
Edimburgo, em 1910, marcou o começo do movimento ecuménico moderno.
Missão e Unidade
Nem todos fazem naturalmente a ligação entre o empenho missionário e desejo da unidade cristã. Ainda assim, o compromisso missionário da Igreja deve caminhar passo a passo com seu compromisso ecuménico. Por causa do nosso Baptismo já somos um único corpo e somos chamados a viver em comunhão. Deus nos fez irmãos e irmãs em Cristo. Não é esse o testemunho fundamental a que somos chamados?
Historicamente, o fato de que a questão da unidade cristã era frequentemente abordada por missionários se deve a razões práticas. Acontecia desse jeito simplesmente para evitar competição diante da necessidade de grandes recursos humanos e materiais. O território a ser Evangelizado era partilhado e tentativas ocasionais eram feitas para realizar algo mais do que ter actividades desenvolvidas paralelamente e para favorecer projectos comuns. Missionários de Igrejas diferentes poderiam, por exemplo, combinar seus recursos para elaborar uma nova tradução da Bíblia e essa cooperação a serviço da Palavra de Deus levou a reflexões sobre as divisões entre os cristãos.
Sem negar as rivalidades existentes entre missionários enviados por Igrejas diferentes, deve também ser reconhecido que aqueles que estiveram primeiro no campo da missão foram também os primeiros a reconhecer a tragédia da divisão dos cristãos. A Europa havia se acostumado às divisões entre Igrejas mas o escândalo da desunião parecia terrível aos missionários que estavam anunciando o evangelho a pessoas que nada sabiam sobre Cristo até então. É claro que as diferentes divisões que marcaram a história do Cristianismo tiveram suas razões teológicas, mas também foram influenciadas pelo contexto (histórico, político, intelectual...) que lhes deu origem. Seria justificado exportar essas divisões para os povos que estavam descobrindo Cristo?
No meio do novo caminho que as recentes Igrejas locais estavam descobrindo, seria difícil deixar de notar a lacuna entre a mensagem de amor que queriam viver e a real separação entre os discípulos de Cristo. Como se pode fazer outros entenderem a reconciliação trazida por Cristo se os próprios baptizados se ignoram ou lutam entre si? Como grupos cristãos que viviam em mútua hostilidade poderiam pregar um único Senhor, uma só fé e um só Baptismo de modo convincente?
Não havia, portanto, falta de questões ecuménicas para os participantes da Conferência de Edimburgo em 1910.

16 janeiro 2010

Parabéns pai... 79 anos de Vida.

Hoje o meu pai celebra o DOM DA VIDA... 79 ANOS.

Confesso que era para não escrever nada aqui no blogue... A vida nos últimos tempos tem sido difícil para quem merece tanto e tanto (refiro-me ao meu pai, sem dúvida).
Este é um dia especial mas que é para viver na ORAÇÃO, não fosse o meu pai um homem de muita oração.
Gostaria muito que Deus me concedesse a graça de neste dia poder oferecer a melhor e mais bela rosa que algum dia floriu.
Aos pés da Imagem da Mãe aqui ao meu lado, tenho um cravo branco, já seco, que um AMIGO se dignou trazer-me do andor de Nossa Senhora de Fátima, após Celebrações de Outubro último.
Hoje quero olhar este cravo pedindo à Mãe que se digne olhar pelo meu pai e que lhe dê toda a força para superar a tão debil saúde e outros problemas inerentes a ela.
Não vos peço oração por mim mas por ele. Já escrevi aqui sobre a importância do meu pai ao longo da minha vida.
Confesso-vos que, pudesse eu voltar atrás no tempo e não deixaria um único dia sem lhe dar um beijinho de gratidão por ser meu pai... Mas não posso, eu sei...
Hoje a minha maior preocupação é diáriamente dizer-lhe um olá e dar-lhe um beijinho e ouvir dele o mesmo "um beijo e dorme em paz...".
Bom... não escrevo mais... não consigo...
Que Deus e Maria se dignem abençoar o meu pai neste dia e todos os dias e suavisem a sua dor.
Desde já a minha gratidão pela vossa oração. Que Deus vos abençoe...
Partilho convosco um poema do nosso querido Frei Mário Branco sobre a Vida.
A VIDA

Não andes tão depressa!
A vida é muito linda
Mas anuncia o fim
Quando começa.

Não tenhas pressa, queria,
Que essa pressa me dói!
A pressa que arrasta a vida
É a força que a destrói.

Para falar e andar
Sobeja o tempo escasso
Que dura uma existência
E o teu primeiro passo
Venceu grandes resistências.

De pés firmados na areia
E bracitos estendidos
Imagino-te a avançar
Em ares de grande senhora
Pelas estradas do sonho.

Em ti, o passado é só futuro
E, olhando para ti,
Começo a sentir pena dos meus cabelos brancos.

Fr. Mário Branco (in, “O céu é perto”, Ed. Franciscana)

14 janeiro 2010

HAITI: UMA PRECE...

Estamos a celebrar em Portugal a Semana de Oração pela Vocação Franciscana. Creio que não extiste, nestes dias, melhor forma de a celebrar senão ter um pensamento e uma prece pelo Haiti. Senhor nosso Deus, Maria nossa Mãe, enviai a este povo sofredor o auxílio que tanto precisa.
Dai a cada um de nós a capacidade de se sentir unido na dor e na esperança e aos que pudermos a força de ajudar... nem que seja com a simples oração.
Pelas vítimas, pelos que sofrem e pelos que ajudam nesta hora no Haiti,
ROGAI...

01 janeiro 2010

ANO NOVO: Retalhos 2

“ANO NOVO, VIDA NOVA”, assim reza o dito popular que se repete ao longo de gerações.
O ano 2009 termina e 2010 começa.
É engraçado que sempre me recordo do medo que se tinha por passar o ano 2000. Diziam os anciãos que “a dois mil chegarás, de dois mil não passarás…” (profecias do Bandarra, creio).
Na Missa de ano novo, na minha aldeia, lembro-me de nesse ano ter feito uma homilia de esperança, de confiança num futuro promissor. Era fácil fazer brilhar os olhares temerosos pelo futuro; estavamos a celebrar o ANO JUBILAR do nascimento de Cristo, em tão boa hora proclamado pelo Venerável João Paulo II.
Já estamos uma década à frente do (mal) dito precónio do Bandarra. Deus seja louvado.
2009 foi para muitos um ano de muitos sacrifícios, as doenças, a crise económica, a falta de valores, o desrespeito por parte de políticos para com os concidadãos, o ambiente e o respeito pela Mãe Terra relegados para um plano que só daqui a décadas voltará a poder pensar-se – já que o mundo se reuniu em Copenhaga para pouco ou nada – a inércia de alguns sectores da Igreja para com as razões no nosso CRER e da nossa ESPERANÇA: JESUS CRISTO PRESENTE NOS CRISTÃOS.
Os valores da família vão sendo feridos a cada passo, a educação parece continuar sem rumo e o sentido do religioso e da relação com Deus quer recuar ao tempo do exílio da babilónia…
Terá Deus que mandar de novo Isaias, Elias, Eliseu, João Baptista ou outro Profeta? Terá Deus que Incarnar de novo na nossa fragilidade humana para que O olhemos com um olhar renovado e o mundo recupere a força de quem quer fazer novas todas as coisas?
“Um Menino nos foi dado, um Santo nos nasceu. Será chamado príncipe da paz”, porque “O Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos a Sua Glória de Unigénito do Pai, cheio de Graça e verdade”…
assim temos cantado nestes tempos últimos.
Então que nos falta para fazer deste tempo um tempo novo para toda a Humanidade?
Estamos muito aquietados, esperando que os outros façam e sem perguntarem o que posso eu fazer? E o mundo espera… desespera talvez…
E iniciamos o ANO 2010.
Hoje celebramos, em primeiro lugar, a Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus: somos convidados a contemplar a figura de Maria, aquela mulher que, com o seu “sim” ao projecto de Deus, nos ofereceu Jesus, o nosso libertador. É impossível olhar o mundo sem este SIM DE MARIA. Pergunto muitas vezes que seria o nosso mundo hodierno sem esta Mulher de Nazaré.
Celebra-se, em segundo lugar, o Dia Mundial da Paz: em 1968, o Papa Paulo VI propôs aos homens de boa vontade que, neste dia, se rezasse pela paz no mundo. Ainda ontem viamos na comumicação social mais um duplo atentado no Iraque e outras tantas guerras que teimam em vencer os desejos e orações pela paz.
Celebrando este primeiro dia do ano civil celebramos o reinício de uma caminhada percorrida de mãos dadas com Deus que nos ama, que em cada dia nos cumula da sua bênção e nos oferece a vida em plenitude. Não tenho dúvida de que, no meio das tempestades da vida, Deus se vai fazendo presente em tantos gestos e sinais que por tão simples que são não os vemos ou simplesmente não os queremos ver. Mas continuo a acreditar que Deus está e reinicia caminho connosco. Só temos que lhe dizer “sim” e levantar a cabeça para olhar bem longe o caminho que Deus nos acena.
Mas tenho aqui que fazer referência a um outro facto que marcou este ano que termina. O RETALHOS 2, este espaço que continua a ser de todos e para todos.
Foi no amanhecer do dia 1 de Janeiro de 2009 que nasceu o RETALHOS 2 porque o “Retalhos” já estava muito pesado e muitos não conseguiam visualizá-lo como seria desejável.
UM ANO DE RETALHOS 2.
A amizade que deu orígem ao RETALHOS continuou a ser primazia neste novo blogue.
Espaço de reflexão, oração, música, partilha, louvor e amizade.
Só assim é possível ter força para manter este espaço como ele tem sido mantido. Quero que saibais que todo o tempo dedicado ao blogue o é mais por causa de todos vós do que por mim mesmo. É quase um compromisso de honra por saber que muitos iniciam aqui o seu dia e outros o terminam.
Muitos aqui vêm diariamente e várias vezes em busca de paz, de serenidade ou de uma palavra amiga, falada, lida ou cantada.
Muitos entram através de outros servidores ou motores de busca, em Portugal ou em tantos outros paises. Entram, talvez saiam de imediato ou talvez fiquem um pouco e regressem mais tarde.
O tempo dedicado ao RETALHOS é o TEMPO DEDICADO aos AMIGOS…
Quero
neste dia de aniversário para o mundo e para o Retalhos agradecer a Deus tudo o que me concedeu na Sua infinita misericordia, a começar pela FAMÍLIA e estendendo-se aos AMIGOS, a vós que sois pedras vivas do meu caminhar.
Quero implorar a paz para o mundo, a saúde e dignidade para os doentes e idosos, o bem estar e condições de segurança e educação para todas as crianças, mormente para as marginalizadas ou feridas na sua dignidade, discernimento para os políticos a fim de criarem a estrutura necessária para o bem comum da sociedade, caminhos de esperança para os adolescentes e jovens, prosperidade e paz para as famílias, a minha e a de cada um de vós, tendo presente as dificuldades decorrentes do nosso tempo com tão poucos valores familiares.
Quero pedir a Deus e a Santa Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, que neste ano a Igreja seja verdadeiramente “Mãe e Mestra” - como dizem os Documentos do Concílio Vaticano II – a fim de que, ao celebrarmos ainda o ANO SACERDOTAL, todos os Sacerdotes – eu mesmo em primeiro lugar – saibam ser o olhar e a misericórdia de Deus através dos seus gestos e palavras, por um testemunho cada vez mais coerente com a VERDADE DO EVANGELHO que somos chamados a anunciar.
Por fim, que os RETALHOS (
http://betus-pax.blogspot.com e http://betus-pax2.blogspot.com) continuem a ser lugar de encontro e partilha. Só assim valerá a pena chegar ao fim de 2010 com o sentimento de acção de graças por tudo o que aqui se vai construindo em cada dia.
A todos vós o meu sincero agradecimento pela amizade, carinho e dedicação.

QUE DEUS VOS ABENÇOE E VOS GUARDE.
VOTOS SINCEROS DE UM NOVO ANO ABENÇOADO POR DEUS.

Frei Albertino Rodrigues OFM

AVISO LEGAL – Procurarei fazer, neste blog, uma utilização cautelosa de textos, imagens, sons e outros dados, respeitando os direitos autoriais dos mesmos. Sempre que a legislação exigir, ou reclamados os referidos direitos de autor, procurarei prontamente respeitá-los, corrigindo informação ou retirando os mesmos do blog

 
© 2009 | RETALHOS 2 | Por Templates para Você