Retalhos Bem-vindo! Retalhos Willkommen! Retalhos Bienvenido! Retalhos Bienvenue! Retalhos Benvenuti! Retalhos Welcome! Retalhos 歡迎! Retalhos Καλως ηλθατε! Retalhos Добро пожаловать! Retalhos!مرحبا Retalhos

PORTUGAL: BEM VINDO SANTO PADRE!

VÍDEOS: Para visualizar e ouvir os vídeos deverá dasativar a música de fundo no painel aqui do lado esquerdo

08 agosto 2010

O mais pequeno...

O mais pequeno!

Tive fome e deste-Me de comer.

Era peregrino e recolheste-Me.

Estava nu e vestiste-Me.

Doente e visitaste-Me…

...sempre que o fizeste a um dos mais pequenos,foi a Mim que o fizeste! (cf Mt 25,34)

O mais pequeno!

O mais pequeno é todo o que faz a experiência

do limite e a contingência da fragilidade humana.

- O irmão ou o vizinho esquecido, abandonado e só.

O mais pequeno é a criança,

o adolescente, o jovem,

… os que não saboreiam o calor de um lar:

filhos de pais vivos ou educadores ausentes.

O mais pequeno é o desnutrido do pão da Palavra,

do pão do amor,

do pão da ternura ….

O mais pequeno é o faminto

de gestos que não se escrevem,

não se enumeram e não se dizem…

O mais pequeno é todo o humano

que nos fita e, no silêncio do olhar,

pede um sorriso, um simples parar, uma palavra!

Não damos conta da urgência dos gestos,

Dos gestos pequenos que acendem estrelas

Nos céus mais sombrios

Dos dias que passam!

Hoje, apenas hoje, pensa a sério,

Que este é o tempo da simplicidade,

Do quotidiano, do sem brilho,

Dos pequenos-grandes gestos

De uma solidariedade que tem de ser global

Como o amor

Que tanto pediu João Paulo II,

O profeta da “nova fantasia da caridade “!

A grande entrega ao mais pequeno

É que irá transformar o cenário social!

Há gestos

que valem mil palavras!

Eu colocaria:

Mais gestos solidários…

Menos palavras! Mais amor!

(Ir. M.ª Amélia Costa - FHIC)

6 comentários:

Sirlene (Brasil) disse...

Família Retalhos,
O menor de todos... para mim, não é aquele que não recebe isso ou aquilo mas aquele que não tem isso ou aquilo para dar: aquele que não conhece a Fé! Nós jamais estamos sozinhos!Quem não tem Fé não tem o principal do qual emanam todos os outro benefícios... quem tem Fé tem teto...tem pão , tem companhia, tem o essencial que é a paz interior.Existe um dito que afirma : "saco vasio não pára em pé". Quem não tem Fé é um saco vasio...e Fé é dom de Deus sim, mas é responsabilidade nossa administrar, cultuar, preservar, alimentar esta Fé...portanto...o pequeno é aquele que mesmo tendo e estando rodeado de todas as mordomias materiais terrenas não possa contar com a alegria e a paz de quem tem Fé! O coitado é aquele que recebendo de um tudo, dispondo de todos os afagos divinos e humanos, é um insaciável dependente...só mesmo a graça da Fé para não morrer de sede nadando nas àguas límpidas que são os dons que cada ser vivente recebeu gratuitamente!
Agradeço à Ir. Maria Amélia a oportunidade da parada que dei para louvar a Deus por caminhar com Fé e peço a Ele,a graça de saber testemunhar e administrar este tesouro recebido.
Sirlene

Mª Teresa disse...

Irmã Mª Amélia,
Quanta VERDADE! Comecei escrevendo comentário contando minha FELICIDADE ao destinar alguma/tanta atencão (é difícil atribuir escala) ... Depois, depois Irmã Mª Amélia refiz seu conteúdo (do comentário, obvia-mente)... aliás podia ser BASTANTE mal entendida! Só garanto é tão FIXE podermos atribuir a TANTA criatura, pelo menos, ATENÇÃO!
Reconheço ser bem MAIS simples, quando se reparte atenção ao longo da semana, sem hora marcada, sem destino bem explicito. Seremos poucos na Terra com este vagar? Aqui, reconheço estar BEM rica de "PORTFOLIO".
Nada sabemos o que futuro nos reserva,
mas, sei que Ele joga um olhinho à minha beira... Vou CONTINUAR providenciando tais gestos.
Nota pessoal, recebi TANTO geste destes referidos... mas já no século passado...
PEQUENA, não em tamanho, nem em "tabela" etária... Mas sem MUITA COISA .
Será que estou distribuindo o que me restou...
Mas notem: soube tão BEM (receber), que penso, ter SEMPRE uma medida avantajada comigo.
Atenção, será bem mais simples repartir esses gestos por várias criaturas, (sem identificarmos conduta especifíca de cada uma delas) do que concentrarmos atenção em alguém que nos é chegado (cansaço, vulgo FALTA de PACIÊNCIA)... Aqui sempre valorizo ATENÇÃO e carinho que VOLUNTÁRIOS podem prestar! Acredito SEMPRE que MUITA criatura MERECE este tipo de solidariedade.
Se nos procurarmos valer uns aos outros, tudo pode caminhar de uma forma mais gentil, sem AMARGOS ... Ai, ai, e ele Há TANTO Anjinho por perto. Assim creio,

Mª Teresa disse...

Irmã Mª Amélia,
Só uma achega (bem pequenina...): e a graça que desponta só de escrever um postalito no meio das férias, dirigido a um "pequeno/a" (até, especialmente, de alguma idade) com quem temos qualquer relação (do barbeiro/cabeleireiro, da banca dos jornais, vizinho,...).
Desafio-os a experimentar, a LUZ que desponta em nossa Vida consegue ser TÃO forte, face à felicidade que o gesto proporciona. O segredo é ser de surpresa... Mas há tanta variedade de gestos... escrever um postal (vivo ligada ao mundo da comunicação...), emprestar jornais, colocar "rolos" na cabeça de uma "pequena",
enfim... posso continuar "sonhando"...
Sei que Vida ñ são só coisas que escorregam com este encanto...
Atente-se estou bem ciente disso: precisamos é reunir umas quantas MÃOS para podermos valer a algum amigo (tanta vez AGAPO mesmo). A grande dificuldade é sabermos distribuir valências...
...Amen

maresia disse...

Irmã Amélia que bom encontrar aqui um texto seu; gosto tanto de a ouvir cantar; é a minha companhia nas longas e por vezes atribuladas, viagens para o trabalho. Gostava tanto de um dia a ver cantar...sonhos de "gente pequena".
"A grande entrega ao mais pequeno
É que irá transformar o cenário social!"
Por vezes queremos tanto mudar o mundo e não sabemos por onde começar; é exactamente por aqui, pelos "gestos que valem mais que mil palavras". Já acarinhei tantos "órfãos de pais vivos", na esperança de minimizar a sua solidão.
Muito Obrigada Irmã Amélia; que o Bom Deus continue a abençoá-la

Mª Teresa disse...

Família Retalhos 2,
Paz e Bem!
... "O mais pequeno"... desdobro em repetidas leituras, não, forçosamente não engendro sintonia com o estatuto de novo, jovem, criança...
Tanto mais alcanço plenitude das ideias aqui partilhadas distribuinda-as por TODOS, todos nós criaturas humanas!
Acreditem, quando, diáriamente, partilho bastante variedade de espaços públicos com Irmãos e Irmãs, teimo em não descolar sorriso que trago comigo (quase sempre). Acredito ser ele (sorriso) um gesto bem simples e que, para muita criatura até tem valor.

Mª Teresa disse...

Um dia, um dia vou urdir conseguir abeirar-me de si,Irmã Mª Amélia, pelo menos garantida será sua busca no "jardim" do Além que nos aguarda (bom ...aqui estou demonstrando ATREVIMENTO!)...
Que delícia componho, sempre que pequeninos gestos, compostos por todo o ser humano serão possíveis...
Sem valor MONETÁRIO, porque esse...esse não merece encanto algum (preço; mercado; compra e venda...).
São esses gestos para os mais "pequeninos", os mais "indefesos" que PODEM ( e DÃO) tanta qualidade à Vida...
(recordo só: eu já fui bem "pequenina" sem o ser, há duas décadas...e louvo muito, as graças recebidas de TANTA criatura, consumindo suas horas de almoço (trabalho), suas atenções...fora de cidade...)
Bem hajam!

AVISO LEGAL – Procurarei fazer, neste blog, uma utilização cautelosa de textos, imagens, sons e outros dados, respeitando os direitos autoriais dos mesmos. Sempre que a legislação exigir, ou reclamados os referidos direitos de autor, procurarei prontamente respeitá-los, corrigindo informação ou retirando os mesmos do blog

 
© 2009 | RETALHOS 2 | Por Templates para Você