Retalhos Bem-vindo! Retalhos Willkommen! Retalhos Bienvenido! Retalhos Bienvenue! Retalhos Benvenuti! Retalhos Welcome! Retalhos 歡迎! Retalhos Καλως ηλθατε! Retalhos Добро пожаловать! Retalhos!مرحبا Retalhos

Senhor! Fazei-me instrumento da vossa paz!

VÍDEOS: Para visualizar e ouvir os vídeos deverá dasativar a música de fundo no painel aqui do lado esquerdo

29 novembro 2015

Advento: orígem e simbologia



O tempo de Advento
Advento, do latim Adventus: "chegada", do verbo Advenire: "chegar a", é o primeiro tempo do calendário religioso. Corresponde às quatro semanas que antecedem e preparam o Natal. Inicia no domingo mais próximo à Festa do Apóstolo Santo André, dia 30 de Novembro e termina em 24 de Dezembro. É a primeira das três etapas que, em unidade, celebram o Nascimento de Cristo:
Advento, Natal e Epifania. Para os cristãos, é um tempo de preparação, expectativa e alegria, quando os fiéis, esperando o nascimento de Jesus Cristo, vivem a conversão e promovem a fraternidade e a Paz.
Origem
O símbolo do Advento é a Coroa, que teve sua origem em culturas pré-cristãs da Europa. No rigoroso inverno do Hemisfério Norte se acendia fogos ao deus Sol com a esperança de que a sua luz e o seu calor voltasse. Os primeiros missionários católicos aproveitaram desta tradição para expressar a doutrina e a fé cristãs. A coroa é formada por uma grande quantidade de símbolos:
A forma circular: O círculo não tem princípio, nem fim. Ele representa o amor
de Deus, que também não tem princípio, nem fim, nunca vai terminar, é eterno. O círculo também é símbolo de unidade e aliança entre Deus e as pessoas.
Os ramos verdes: Verde é a cor da esperança e da vida. O Cristão antecipa a vida eterna, a comunhão com Deus, a felicidade da vida futura pela virtude da Esperança.
Aguarda a plenitude da salvação trazida pelo Cristo.
As velas: As quatro velas representam essas quatro semanas e serão acesas, uma a uma, desde o primeiro domingo do Advento até o quarto domingo, sucessivamente. Isto representa a passagem da escuridão do pecado para a vida nova em Cristo, que vem como “luz do mundo”, que dissipa toda escuridão, trazendo aos nossos corações o perdão, a reconciliação e a paz tão esperada.
A primeira referência ao "Tempo do Advento" é encontrada na Espanha, quando no ano 380, o Sínodo de Saragoça prescreveu uma preparação de três semanas para a Epifania, data em que, antigamente, também se celebrava o Natal. Há relatos de que o Advento começou a ser vivido entre os séculos IV e VII em vários lugares do mundo, como preparação para a festa do Natal. Mais tarde o Advento passou a ser celebrado nos seus dois aspectos: a vinda definitiva do Senhor e a preparação para o Natal, mantendo a tradição das 4 semanas. Surgido na Igreja Católica, este tempo passou também para as igrejas reformadas, em particular à Anglicana, à Luterana, e à Metodista, dentre várias outras.
Símbolos do Advento
Vários símbolos do Advento nos ajudam a mergulhar no mistério da encarnação do Filho de Deus e a vivenciar melhor este tempo. Entre eles há a Coroa do Advento. Ela é feita de galhos verdes entrelaçados, formando um círculo, no qual são colocadas 4 velas representando as 4 semanas do Advento. A luz indica a proximidade do Natal, quando Cristo salvador e luz do mundo, brilhará para toda a humanidade, e representa também, nossa fé e nossa alegria pelo Deus que vem. A cor roxa das velas nos convida a purificar nossos corações em preparação para acolher o Cristo que vem. A vela de cor rosa, nos chama a alegria, pois o Senhor está próximo. Os detalhes dourados prefiguram a glória do Reino que virá.

O simbolismo da Coroa Advento
http://www.pucrs.br/pastoral/advento

13 comentários:

Mª Teresa disse...

Família Retalhos 2,
Ai, nunca me canso de agradecer estes mimos com que somos brindados...
Muito se reporta aqui da simbologia deste Tempo de Advento! É bem interessante reCONHECER que se confere especial atenção desde datas bem próximas justo de Nascimento de Menino Jesus.
Para mim. aceitem, é mesmo CONHECER...

Sirlene disse...

Frei Albertino, Família Retalhos, Paz!
Continuando impregnada neste espírito de preparação para o Natal, penso, no que nos revela o conhecimento do passado e constatando o presente , que homens e mulheres, comuns ou marcadores de eras...passaram...como vemos o tempo, impiedosamente nos marcando fisicamente, com uma rapidez assustadora ...estamos passando...mas paradoxalmente recebemos,à medida que vivemos, a clarividência da realidade de que estamos vivendo a eternidade...somos a eternidade!Isto tudo é a eternidade e...o Natal que estamos a preparar, é justamente esta conversão contínua, este voltar ou permanecer no CAMINHO, VERDADE e VIDA.
Sirlene

Mãe Lena disse...

O que eu aprendo com o Retalhos... obrigada, Frei Albertino.

maresia disse...

Boa noite Amigo.
Obrigada por todo o que nos deu a conhecer, aqui no Retalhos; ainda há poucos dias falava com uma colega de trabalho, sobre este tema, o qual ela desconhecia completamente.
Em alegre esperança, vivamos este Tempo de espera, em oração silenciosa como Nossa Senhora e de braços abertos, como a imagem que nos é apresentada no cabeçalho.

Agape disse...

Família Retalhos 2,
Paz e Bem!
Vigiai! Ecoou este verbo (ecoar, em diferentes linguas... por Terra Inteira) repetidas vezes neste 1º Domingo de Advento. De fato, será o seu paladar MACIO, bem gostoso de se CONFIAR ATENÇÃO!).
Aqui não se aconselha a abdicar de tanta coisa bem aconchegante e eternamente partilhada nesta quadra... (uma botija quentinha, um chá tão reconfortante, uma cochilada bem urdida...).
Verbo "vigiar" aplica-se MENTALMENTE, suspeito! Serve lindamente para bálsamo de nosso espírito.
Aliás, acompanhar este tempo de Advento, é algo que não se replica com mesma cor, mesmo tom, de indivíduo para indivíduo...
Até um mesmo sacerdote transfere um "tempero" de sabor bastante diferente entre criaturas que constituem sua Plateia.
Devemos estar predispostos para receber o máximo, especialmente em Tempo de Advento, isso sim!
São quatro semanas...
Assim, sucessivamente, absorvermos Domingo após Domingo sempre ...um pedacinho mais de cada partilha Dominical?
Sabem o que resulta mais meigo neste pensamento: é que ninguém faz avaliações de coisa akguma! Só nós mesmos é que podemos urdi-la...

mariana disse...

Lindo o Retalhos! Já neva...
Obrigada por esta simbologia, por este cabeçalho novo que ajuda a entrar nete tempo...

ADVENTO:
Tempo de Esperança, da preparação, da vigilância. Para que o nosso coração se encha desta certeza: Deus quer renascer no coração de cada um. O Senhor vem ao nosso encontro para que a nossa vida se inunde de um Amor grande: O Emanuel, Deus connosco.
Que o nosso coração se abra à graça da presença de um Menino que é tudo para nós.

ceci disse...

Sou eu, diz Deus, o Mestre das Três Virtudes
A Fé é uma esposa fiel.
A Caridade é uma mãe ardente.
Mas a Esperança é uma filhinha pequenina.
Sou eu, diz Deus, o Mestre das Três Virtudes
A Fé é aquela que resiste pelos séculos dos séculos.
A Caridade é aquela que se dá pelos séculos dos séculos.
Mas a Esperança (Esperançazinha) é aquela que se levanta todas as manhãs.
Sou eu, diz Deus, o Senhor das Três Virtudes
A Fé é aquela que vive tensa pelos séculos dos séculos.
A Caridade é aquela que se defende pelos séculos dos séculos.
Mas a minha Esperançazinha é aquela que todas as manhãs nos diz: bom dia!
Sou eu, diz Deus, o Senhor das Três Virtudes
A Fé é um soldado, é um capitão que defende uma fortaleza, uma cidade de rei.
A Caridade é um médico, é uma irmãzinha dos pobres que trata os doentes, que cura os feridos, os pobres do Rei.
Mas a minha Esperançazinha é aquela que diz bom dia ao pobre e ao órfão.
Sou eu, diz Deus, o Senhor das Três Virtudes
A Fé é uma Igreja, é uma catedral enraizada na terra.
A Caridade é um hospital principal que reúne todas as misérias do mundo.
Mas sem a Esperança, tudo isto não passaria de um cemitério.
Sou eu, diz Deus, o Senhor das Três Virtudes
A Fé é aquela que vigia pelos séculos dos séculos
A Caridade é aquela que vigia pelos séculos dos séculos
Mas a Esperançazinha é aquela que se deita todas as noites
e se levanta todas as manhãs e faz passar verdadeiramente bem as noites
Sou eu, diz Deus, o Senhor das Três Virtudes
A minha Esperançazinha é aquela que adormece todas as noites na sua cama de criança,
depois de ter rezado bem as suas orações e que todas as manhãs acorda
e se levanta e faz a sua oração com um olhar novo.
Sou eu, diz Deus, o Senhor das Três Virtudes
A Fé é uma grande árvore, é um carvalho enraizado no coração do mundo.
E, sob as asas desta árvore, a caridade, minha filha, a caridade abriga todas as desgraças do
mundo.
E a minha Esperançazinha não é nada mais que esta pequena promessa de rebento que se anuncia no fim. Charles Péguy

Xana disse...

Frei! Obrigado pelo novo cabeçalho neste no “Retalhos”e partilha em tempo de Advento, tempo litúrgico que nos coloca em caminho, ao ritmo da Palavra que nos conduz à gruta de Belém.

Deixemos as trevas e nuvens que obscurecem o nosso caminho e preparemo-nos para acolher o Deus que se nos manifestos, e, em nós quer ser Natal: um novo nascer, nova criação, iluminada pela alegria e pela esperança dos pobres e simples que acolhem a Sua Boa Notícia.
Sempre, mas sobretudo em tempo de Advento, Cristo chama-nos a segui-Lo pelo deserto, a acolher a Sua voz, a conecê-Lo inteiramente, a experimentar no mais intimo esse Amor Único que nos pode transformar, a cultivar um olhar contemplativo desde a Fé; fixarmo-nos no Mestre que nos ensina o Coração do Pai; fazer silêncio, calando as vozes que nos impedem de escutar a Palavra; a aprender a Vigilância e o discernimento para responder em Fidelidade à Vontade do Pai.

Preparemos o caminho, purificando as veredas interiores da vontade da afectividade, dos pensamentos e critérios de vida, ampliando os nossos horizontes interiores e incutindo fecundidade apostólica no serviço que fazemos diariamente.

Endireitemos nós as sendas do coração: libertando-o e disponibilizando-o para Amar com o mesmo Amor do Coração de Jesus: um amor gratuito, universal, pessoal e misericordioso, e testemunhando opção principal por ELE…Busquemos o equilíbrio interior e a felicidade, cultivando uma vida espiritual de intimidade com Jesus que nos centre e oriente, pela escuta atenta da Sua Palavra…

Que Maria nossa Mãe nos ensine e ajude a viver “VIGILANTES” e activos na expectativa do Senhor.

Feliz tempo de Advento para todos

Anónimo disse...

Obrigada poe estares presente no meu Advento...

um anjo

Mª Teresa disse...

Escutai a linda melodia...
Tudo, mas TUDO pude acompanhar (e entender)!
Grata pela partilha!!!!!!!!!!

Mãe Lena disse...

Para além do texto muito explícito sobre o advento, este cabeçalho está com uma enorme beleza.

Juntando a música, por aqui estou, mais uma vez, a navegar.

Preparemos os nossos corações e a nossa vida...MARANATHA!

Obrigada Frei pelo cuidado.

Ceci disse...

o Advento é um tempo privilegiado para rastrear os sinais de Deus na nossa História, na nossa vida...
Obrigada Amigo por mais uma lição.

Sirlene disse...

Paz e bem, Frei Albertino!
Aguardando suas ricas reflexoes, sempre, agradeço esta meditaçao do primeiro domingo do Advento de 2015;
Sirlene

AVISO LEGAL – Procurarei fazer, neste blog, uma utilização cautelosa de textos, imagens, sons e outros dados, respeitando os direitos autoriais dos mesmos. Sempre que a legislação exigir, ou reclamados os referidos direitos de autor, procurarei prontamente respeitá-los, corrigindo informação ou retirando os mesmos do blog

 
© 2009 | RETALHOS 2 | Por Templates para Você