Retalhos Bem-vindo! Retalhos Willkommen! Retalhos Bienvenido! Retalhos Bienvenue! Retalhos Benvenuti! Retalhos Welcome! Retalhos 歡迎! Retalhos Καλως ηλθατε! Retalhos Добро пожаловать! Retalhos!مرحبا Retalhos

PORTUGAL: BEM VINDO SANTO PADRE!

VÍDEOS: Para visualizar e ouvir os vídeos deverá dasativar a música de fundo no painel aqui do lado esquerdo

29 agosto 2012

Varatojo: "Narrar para viver a alegria da Fé"

PAZ E BEM!
Varatojo: Páteo da nogueira e torre sineira
Problemas técnicos resolvidos aqui estamos para começar a partilhar, aos poucos para que se possa refletir, as vivências do Retiro anual.
"Contar, narrar para viver a alegria da Fé..."
 
Como já referi o tema central do retiro, feito no magnífico e Real Convento de Varatojo, retiro voltado para os irmãos em formação inicial, da Província de Portugal, da Custódia de Moçambique e da Fundação Franciscana de Timor Leste.  
A estes irmãos nos juntámos alguns irmãos mais velhos para parar e reiniciar caminhada com Deus e com a Fraternidade.
 
Orientou este Retiro o nosso irmão Frei Hermínio Araújo, atual Guardião do Convento de S. José em Lisboa.
 
"Contar, narrar para viver a alegria da Fé..."
A Fé e o que ela significa para nós é o ponto de partida e de chegada que se pretende viver nestes dias, tendo também como horizonte o facto de estarmos a viver o ANO DA FÉ, proclamado pelo Papa Bento XVI.
 
Neste retiro, e porque estamos entre irmãos franciscanos, olharemos a Fé em perspetiva franciscana e da alegria da Fé, forma como Francisco de Assis a viveu e a propôs/propõe aos irmãos. Desta forma o retiro abordará este tema numa perspetiva teológico/franciscana não fosse a Fé uma virtude teologal tão enraizada em Francisco e na Ordem Franciscana.
 
Gabriel Garcia Marquez, prémio nóbel da literatura em 1982, no seu livro ‘Viver para contar’ refere que “a vida não é a que cada um viveu mas o que recorda e como recorda para contá-la…”. Parafraseando este autor poderíamos nós escrever “contá-la para viver”. É nesta ideia que, o orientador do retiro, irá centrar a sua partilha e reflexão. Contar a vida para melhor a poder viver, narrar a vida de tantos e tantas que ao longo de séculos viveram uma Fé na gratuidade. Chama-se a atenção, acerca disso, para a atitude de Josué, na primeira leitura de hoje (XXI Domingo Comum – Jos 24, 1-2a. 15-17. 18b), no credo por ele proclamado “Eu e a minha família serviremos o Senhor” e que leva a que o Povo tenha por resposta: “também nós queremos servir o Senhor, porque Ele é o nosso Deus”. Uma tal atitude só é possível não a partir de dogmas ou leis mesquinhas mas de uma íntima relação de Deus com o Povo e do Povo com Deus.
 
É a isto que os Teólogos chamam de Teologia Narrativa, Teologia que se faz a partir de narrativas.
 
Assim os temas propostos para cada dia são:
 
1.      ONDE ESTAMOS NESTE CONTAR/NARRAR: na Igreja face às questões autênticas da Fé, ao celebrarmos os 50 anos da abertura do Concílio Vaticano II. Como se posiciona a Ordem Franciscana face às sequências dos documentos do Concílio?
 
2.      CARATERIZAR A EXPERIÊNCIA ESPIRITUAL: notar que nem sempre isto é o mesmo que espiritualidade mas sim termos consciência de quem somos, quem sou eu comigo mesmo, com os outros e com Deus.
Nesta ordem de reflexão falaremos de S. Gregório de Nissa, Sto Agostinho e S. Boaventura.
 
3.      EXPERIÊNCIA ESPIRITUAL CRISTÃ: o que carateriza e é específico da minha relação com Deus e de Deus comigo.
 
4.      ALEGRIA DA FÉ, como resposta ao refletido no tema anterior.
 
5.      RECONHECIMENTO E GRATIDÃO. O simples “quero dizer-te OBRIGADO”, tema tão querido a Francisco e Clara de Assis que terminam a sua vida nesta terra louvando o Criador, como podemos ver em textos como o Cântico das Criaturas (do Sol), os Louvores de Deus e a célebre expressão de Clara ao sentir a irmã morte chegar: “Louvado sejas, meu Senhor, porque me criaste”.
 
Na sexta-feira teremos celebração de Tomadas de Hábito e entrada no Noviciado e Sábado Profissões e Renovações de votos, ambos de irmãos de Portugal, Moçambique e Timor Leste.
 
Estes serão os temas refletidos pela manhã, de forma mais clássica ao jeito de conferência. Da parte da tarde a dinâmica será outra, mais de abertura a diversas expressões de Fé pela música e a poesia que se +pretende venha a gerar uma enorme partilha de sentimentos entre os irmãos.
Pretende-se, desta forma, levar-nos a criar em nós um caminho de Fé que possamos viver para narrar e narrar para viver.
 



5 comentários:

Mãe Lena disse...

Lindo cabeçalho, saudades dos retiros neste Convento... Feliz por saber que há Irmãos que vão iniciar a sua caminhada ao jeito de Francisco. Rezo, para que o caminho seja sempre seguindo o exemplo de Francisco, com Cristo no coração. Uma mensagem para estes Irmãos: - Não se percam nesta vida que está cheia de tentações. - Sejam fiéis a vós próprios e aos ensinamentos de Francisco. - Deus vos acompanhe nesta caminhada. Paz e Bem!

Mª Teresa disse...

Que encanto Deus meu... Todos os anos Varatojo merece seu empenho e desusado esmero de escrita...
Sempre o reinício de vossa entrega merece vossa partilha de valores, Irmãos professos...
Bem hajam Irmãos Franciscanos, um Abraço de Paz e Bem!

Sirlene/Brasil disse...

Frei Albertino,
maravilhos a foto do cabeçalho!Que arquitetura monumental, este prédio!
Mas lindos mesmo devem estar sendo esses dias de recolhimento, oração, cantos e convívio, silente e profundo de união e paz,para quem tem a dita de aí poder estar!
Tomara que seu celular lhe dê sossego!Que " nada te turbe!Nada te falte"...
Paz e bem a todos , sigo rezando junto, aqui do Brasil aguardando participação em partilha...quando der...
Sirlene

maresia disse...

Em primeiro lugar, bem haja Amigo por partilhar connosco a riqueza desse tempo privilegiado com Deus e com os Irmãos.
Em segundo lugar, começo por reconhecer a falta que a nós, simples mortais, nos faz ter esse tempo com Deus e para Deus. Estas férias pude estar em Fátima e participar pela primeira vez na Peregrinação Internacional dos dias 12 e 13, assim como fazer a Procissão aos Valinhos com todos os peregrinos; foi uma experiência única. Dou Graças a Deus, por me ter desinstalado da beira mar e ir ao encontro da Mãe a quem tudo e todos confiei, assim como um novo ano da trabalho que vai começar, lembrando todos os que não têm trabalho, não têm a garantia do seu sustento.
Amigo Frei, Obrigada também pela sua oração. Bom Retiro.
Paz e Bem

Mª Teresa disse...

Certo, certíssimo,
Bem hajam toda/os Irmãos que salientaram o merecido encanto de cabeçalho de nosso Retalhos...
Natureza, simplicidade, pedra... tudo evoca São Francisco!
Acreditem, no "imaginário" vos acompanho...
Abraço de Paz e Bem!
Mª Teresa

AVISO LEGAL – Procurarei fazer, neste blog, uma utilização cautelosa de textos, imagens, sons e outros dados, respeitando os direitos autoriais dos mesmos. Sempre que a legislação exigir, ou reclamados os referidos direitos de autor, procurarei prontamente respeitá-los, corrigindo informação ou retirando os mesmos do blog

 
© 2009 | RETALHOS 2 | Por Templates para Você