Retalhos Bem-vindo! Retalhos Willkommen! Retalhos Bienvenido! Retalhos Bienvenue! Retalhos Benvenuti! Retalhos Welcome! Retalhos 歡迎! Retalhos Καλως ηλθατε! Retalhos Добро пожаловать! Retalhos!مرحبا Retalhos

PORTUGAL: BEM VINDO SANTO PADRE!

VÍDEOS: Para visualizar e ouvir os vídeos deverá dasativar a música de fundo no painel aqui do lado esquerdo

02 outubro 2016

Francisco e a Irmã morte

 Dia 4 de Outubro celebramos o dia de S. Francisco de Assis.
Uma vez mais partilho com todos este texto que, para mim, sintetiza plenamente o espírito com que Francisco viveu e aceitou a irmã morte.
Neste ano centenário quero agradecer do fundo do coração a entrega e consegração de todos quantos, ao longos destes oito séculos, levaram a bom termo o Dom do Carisma da Menoridade Franciscana.
Que do céu o Poverello nos abençoe e nos guarde...

 
A Irmã Morte
(Frei Nilo Agostini OFM - http://freiniloagostini.blogspot.com)

Ano de 1226. Francisco se acha muito debilitado. Seu estômago não aceita mais alimento algum. Chega a vomitar sangue. Admiram-se todos como um corpo tão enfraquecido, já tão morto, ainda não tenha desfalecido. Transportado de Sena para Assis, Francisco ainda encontra forças para exortar os que acorrem a ele. E aos irmãos diz: "Meus irmãos, comecemos a servir ao Senhor, porque até agora bem pouco fizemos". Ao chegar a Assis, um médico se apresenta e constata que nada mais resta a fazer. Ao que Francisco exclama: "Bem-vinda sejas, irmã minha, a morte!" E convida aos irmãos Ângelo e Leão para cantarem o Cântico do Irmão Sol, ao qual Francisco Acrescenta a última estrofe em louvor a Deus pela morte corporal.
Aproximando-se a hora derradeira, Francisco deseja ser levado para a capelinha de Nossa Senhora dos Anjos, na Porciúncula, onde tudo havia começado. Lá, num gesto de despojamento, de identificação com o Cristo crucificado e de integração com o Pai, pede que o deixem, nu, sobre a terra e diz aos frades: "Fiz o que tinha que fazer. Que Cristo vos ensine o que cabe a vós". Despede-se de todos os irmãos; abençoa-os; lembra-lhes que "o Santo Evangelho é mais importante que todas as demais instituições". Anima o seu médico, dizendo-lhe: "Irmão médico, dize com coragem que a minha morte está próxima. Para mim, ela é a porta para a vida!" E, então, canta o Salmo 142. Francisco parte cantando, cortês, hospitaleiro e reconciliado com a morte.
O canto de Francisco está baseado em uma percepção realista da morte: "Nenhum homem pode escapar da morte". Mas como pode ser irmã aquela que engole a vida, que decepa aquela pulsão arraigada em cada um de nós, fundada em um "desejo" que busca triunfar sobre a morte e viver eternamente? Francisco acolhe fraternalmente a morte. Nele realiza-se, de forma maravilhosa, o encontro entre a vida e a morte, em um processo de integração da morte.
Francisco acolhe a vida assim como ela é, ou seja, em sua exigência de eternidade e em sua mortalidade. Tanto a vida como a morte são um processo que perdura ao longo de toda a vida. A morte faz parte da vida. Como e despertar e o adormecer, assim é a morte para o ser humano. Ela não rouba a vida; dá a esse tipo de vida a possibilidade de outro tipo de vida, eterna e imortal, em Deus.
A morte não é então negação total da vida, não é nossa inimiga, mas é passagem para o modo de vida em Deus, novo e definitivo, imortal e pleno. Francisco capta esta realidade e abriga a morte dentro da vida. Acolhe toda limitação e mostra-se tolerante com a pequenez humana, a sua e a dos outros.
A grandeza espiritual e religiosa de Francisco no saudar e cantar a morte significa que já está para além da própria morte; ela, digna hóspede não lhe é problema; ao contrário, ela é a condição de viver eternamente, de triunfar de modo absoluto, de vencer todo embotamento do pecado que a transforma em tragédia. Francisco soube mergulhar na fonte de toda a vida. "Enquanto Deus é Deus, enquanto Ele é o vivente e a Fonte de toda a vida, eu não morrerei, ainda que corporalmente morra!" (L. Boff).

Irmãos e irmãs, nós queremos hoje, juntos, celebrar a memória da morte de São Francisco de Assis. Para ele, a morte é o grande momento de louvor que o ser humano presta a Deus. E ele fez de sua vida e de sua morte encontros que o colocaram no coração daquele que lhe deu a vida.
O que nós queremos é também neste momento, embeber nossa vida, o corpo e a alma desta fonte que é São Francisco, seu carisma, sua obra e seu ideal.
Façamos, também nós, dos nossos dias, dos dias que o Senhor nos dá, um grande hino de agradecimento e louvor a Deus, pois num homem tão frágil e tão pequeno quanto o foi São Francisco, Deus quis mostrar toda a sua misericórdia e confirmar seu amor para com todos os seres humanos.
Que este dia da memória da morte de São Francisco nos faça aprender a louvar e a bendizer a Deus por tudo: pela sua graça, por sua misericórdia, por sua vida, por sua presença.


 
Com João Paulo II rezemos:
Francisco de Assis:
tu que tanto aproximaste Cristo da tu época,
ajuda-nos a aproximar Cristo da nossa época,
dos nossos tempos difíceis e críticos.
Ajuda-nos, Francisco.
Estes tempos esperam Cristo com grandíssima ansiedade...
Ajuda-nos, Francisco de Assis,
ajuda-nos a aproximar Cristo da Igreja e do mundo de hoje.
Tu que trouxeste no teu coração os altos e baixos de teus contemporâneos,
ajuda-nos, com o coração vizinho ao coração do Redentor,
abraçar as alternativas dos homens de nossa época.
Ajuda-nos a traduzir em simples linguagem do Evangelho,
os problemas sociais e políticos dos nossos dias,
as dúvidas, debandadas e negações,
as tensões, os conflitos, as inquietações e as guerras.
Ajuda-nos a iluminar o mundo com o Evangelho de Jesus
pare que ele possa ser caminho, verdade e vida par os homens e mulheres de hoje,
para os que sofrem e que perderam a esperança,
para aqueles que teu Senhor salvou pela entrega de sua vida.
Amém.

16 comentários:

Sirlene disse...

Obrigada Frei Albertino, pelo encanto desta meditação, pela magnífica foto, pelo Grito de Assis que toda vez que o ouço aqui, penso que o sr queira me mandar esse brinde!Repassei tudo isso aos meus contatos na certeza de que chegará ao coração de cada um a mensagem essencial que é o exemplo de São Francisco, principalmente nesta singular fraternidade com a morte, mistério mais perturbador inquietante e obscuro para nós, seres humanos comuns.E pensar que a cada minuto que se vai...mais nos aproximamos dela, querendo ou não!...Hoje, meditando na tranquilidade com que São Francisco a recebeu,percebo mais intensamente quão pessoal, definido e universal é o endereço do destinatário desta mensagem!
Minha saudação de Paz e Bem ao Sr, e minha Família Retalhos neste dia solene!
Sirlene

xana disse...

Frei Albertino! Obrigada por este texto encantador de como São Francisco viveu e aceitou a irmão morte. Como ele a sente e a acolhe… Quem me dera…

Francisco de Assis que grande Homem! Encarnou em si o Cristo doloroso, o Cristo pobre, que não tem onde reclinar a cabeça. A sua vida ficou marcada pelo encontro com Cristo Crucificado, que lhe falou. Antes de receber em seu corpo os estigmas da Cruz, Francisco, já os leva no coração. Despojado de tudo fez-se pobre para saborear a riqueza do Pai. Para Francisco, a pobreza não é só virtude, mas uma pessoa, a sua Dama e Rainha. Com ele se despojou misticamente, como expressão da sua união com Cristo A sua pobreza é Cristo pobre.
Que Francisco o abençoe a si, e a toda a Família Franciscana.
SEJA POR CARIDADE

mariana disse...

Porciúncula, aqui onde tudo começou.....!acompanhada da música "Grito de Assis", lindo. Só isso bastava para comemora a morte de São Francisco de Assis, um dos santos mais famosos da nossa igreja. Santo que fez da "Morte a porta de entrada para a Vida".

Famoso em santidade e em tantas virtudes! Um modelo para nós, uma referência para o mundo. Até hoje os seus seguidores, "franciscanos em menoridade" percorrem tantos caminhos para levar a mensagem que esse grande santo pregou com a sua "VIDA".

"Senhor, fazei-me um instrumento da vossa paz". "Senhor, fazei que eu procure mais consolar que ser consolada, compreender que ser compreendida, amar que ser amada; pois é dando que se recebe; é perdoando que se é perdoado e é morrendo que se vive para a vida eterna".

Que oração maravilhosa! É o grande segredo para a felicidade! Não podemos ficar esperando "receber" para "dar". Ele nos ensina: é dando que se recebe!
E é morrendo dia após dia para as nossas vontades, para o homem velho que se tem a vida eterna.
Francisco é para nós, esse exemplo de entrega a Deus, de desapego, de pobreza, de vida de oração, de amor ao criador e às suas criaturas;

Peçamos nesse dia tão especial que ele rogue por todos os seus filhos em "Menoridade", por todas as dificuldades do Frei Albertino, lhes dê a Força para continuarem a levar o Evangelho a toda a criatura, e alcancem de Deus todas as suas virtudes.

quina disse...

O FREI encanta-nos com tantas maravilhas e enrriquesse a FAMÍLIA RETALHOS.

Hoje dia de S. FRANCISCO,8 séculos de HISTÓRIA de VIDA FRANCISCANA.

FRANCISCO,ADMIRÁVEL grande exemplo de extrema pobreza, VIDA de AMOR,para com os doentes,a tudo e todos tratava por irmãos até a própria morte.

Um dos MAIORES SANTOS da IGREJA tendo como
referência JESUS CRISTO,ao ponto de receber os estigmas do CRUCIFICADO.

Na sua entrega á pobreza,a que chama com algum
sentido de humor (a SUA ESPOSA)
Descolou-se completamente do mundo, rejeitando
tudo e pediu quando chegasse o MOMENTO O deitassem NU na terra NUA.

Morreu a cantar á irmã morte.
Tinha a certeza era a porta para a VIDA ETERNA.
Tesouro que conquistou na PUREZA e SANTIDADE
da sua passagem pelo mundo.

FRANCISCO morreu jovem, despojando-se de si próprio e até do essencial, em favor dos leprosos e dos mais pobres.
Desobedecendo aos seus pais, que ameaçavam deserdá-lo, Francisco responde com a serenidade de quem é Santo, que o PAI NOSSO está nos Céus.

maresia disse...

Santa noite Família Retalhos.
Hoje eu me rendo a tão profundos comentários e agradeço a Sirlene, Mariana, Xana e Quina as suas partilhas.Amiga Quina não desista de descobrir as coisas bonitas que este mundo das novas tecnologias tem. Basta pensarmos neste nosso cantinho do céu do qual não prescindimos. Que S. Francisco nos ajude a reconstruir um mundo melhor. Amigo Frei, OBRIGADA POR TANTO...
Seja por Caridade

lena disse...

Aprendi com o Irmão Francisco que a morte faz parte da vida de todos os dias! é uma nova forma de olhar a Vida no 'agora'!
É aceitação e descoberta para ultrapassar os obstáculos que surgem pela frente! Ao fazê-lo construimos um processo de crescimento que nos fez morrer para um tempo e nascer para um novo! E assim, a cada momento estamos a renascer para mais Vida! Por isso, Francisco cantou e louvou a irmã morte!
Talvez seja este o sentido da morte na sua visão mais nua, e que o Irmão Francisco quis perpetuar! - 800 anos depois, ver a morte enquanto processo de purificação da VIDA!
E o que é mais maravilhoso é que todos temos oportunidade de aceder e este processo em qualquer momento... e a partir de qualquer dificuldade! Não lutando contra... mas aceitando, sentindo, compreendendo e integrando para transformar... E assim vamos buscando o caminho que nos levará à perfeição!... morrendo e renascendo a cada momento!
Senhor! Faz de nós um instrumento da TUA PAZ... da TUA LUZ...

Avó Joaquina disse...

Eu não percebo muitas coisas e só sou capaz de mexer aqui quando os netos têm um pouco de tempo para me ensinar. Quanto à morte, S. Francisco tinha toda a razão; ela é a porta para a vida eterna. A vida tem mais sentido quando pensamos que a qualquer momento podemos partir.
Fiquem com Deus.

Nilo Agostini disse...

Meu caro confrade Frei Albertino.
Me alegro em ver o meu texto sobre "Francisco e a Irmã morte" publicado em seu blog. Que bom saber que estamos tão perto. Comunico a você e todos os seus amigos o meu blog: http://freiniloagostini.blogspot.com/ E minha página na internet tb.: http://www.niloagostini.com.br/
Com votos de Paz e Bem!
Frei Nilo Agostini, ofm
São Paulo - Brasil

Mª Teresa disse...

Família Retalhos 2, Frei Nilo Agostini,
Paz e Bem!
Que belo trecho para colorir a partida de São Francisco para o Céu! Tão só fui acompanhando e, palavra a palavra senti como se ia afastando com MUITA serenidade desta Vida Terrena!
Por certo nos dias de hoje há um desapego geral em relação à Igreja... Suspeito que não há afastamento, antes desinteresse...
O que urge combater é o terrorismo, esse considero ser o mais terrível inimigo!
São Francisco que valioso testemunho Tua Vida! E até Tua Morte e Entrada no Reino Celeste!!
(Frei Nilo Agostini - BEM HAJA!)

Dina disse...

Pelos caminhos da pobreza e humilhação, Francisco encontrou o segredo da perfeita alegria.
Todo ele era oração. Dela tirava a graça que lhe enchia a Vida, e a Força que o impelia à acção. A espiritualidade de São Francisco de Assis é eclesial, centrada na docilidade e obediência ao Magistério da Igreja, e no zelo de servir os irmãos. Com o seu exemplo de pregação, repara e sustenta aos ombros a Igreja de Cristo. O Cristo de Francisco é todo o Irmão que sobre. O mesmo que para São Bento Menni. Esta é para nós uma grande lição. Santa noite para todos os que vão enriquecendo este Blog que com tanto esforço e dedicação se mantém sempre actualizado. Obrigada Frei Albertino por tanto.

ceci disse...

A nossa vida cheia de preocupações e afazeres deixa-nos pouco espaço para estarmos atentos ao que de facto importa. A correria torna-nos cegos e surdos envoltos que ficamos em nós mesmos e nos nossos problemas. Vamos vivendo entre compromissos que não queremos assumir mas que depois cumprimos e promessas que fazemos e depois falhamos. Faz parte da nossa natureza, do caminho que vamos fazendo com altos e baixos para nos tornarmos na pessoa que podemos ser.

Estas pérolas que o nosso Amigo Frei, com tanta dedicação e esforço, vai colocando neste blogue são o ideal para percebermos de que são feitas as chuvas que nos fustigam, os ventos que nos abanam e as torrentes que nos afastam. É tempo de pensar.... com a certeza de que não estamos sós!

Unknown disse...

Olá meu Irmão, querido Tino,
não venho comentar o texto, mas a frase, a tua célebre frase: "O Senhor me deu irmãos". Esta dádiva de Deus para nós é um ensinamento quotidiano sobre a morte, a morte portadora de vida. Morremos mil vezes em cada dia para dar vida aos irmãos. Gestos insignificantes, tantas vezes imperceptíveis, mas reais e fecundos. PAZ E BEM. Na certeza de que a LONGA NOITE ESCURA É GÉMEA DA MANHÃ. Abraço-te como Irmão que o Senhor me deu.

Xana disse...

Francisco de Assis fez-se irmão de todas as dores, dando-se a si mesmo para as curar.O pobrezinho de Assis, o «muito pobre» descobriu o Cristo total, encarnado e emergido das pessoas e das coisas, a que chamava, irmão e irmã.
Francisco, identificado com CRisto, tudo lhe sabe a ELE...
O Cristo de Francisco é todo o Irmão que sofre...
Recebe em festa a «irmã morte» que ele considera como as porta da Vida.
«Meu Deus e meu tudo»!!!

Amigos de palmo e meio disse...

Querido "Jerusalém"!
Queremos enviar um abraço muito grande, neste momento muito especial, de todos os "Amigos de palmo e meio". Gostavamos muito que nos fizesse uma visita. Ficamos à espera, pode ser? Agora vamos jogar à bola porque estamos no intervalo das aulas.

maresia disse...

Santo dia de S. Francisco de Assis, Amigo Frei Albertino.
Com santo João Paulo II, também eu rezo:
"...Ajuda-nos a iluminar o mundo com o Evangelho de Jesus para que ele possa ser caminho, verdade e vida para os homens e mulheres de hoje, para os que sofrem e que perderam a esperança, para aqueles que teu Senhor salvou pela entrega de sua vida.
Amém."
Paz e Bem

Ana disse...

Obrigada pelo bonito texto, embora triste. Não sabia como tinha falecido S. Francisco, nem o dia da sua morte, por isso, para mim, este texto é importante, porque aprendi algo com ele.
Hoje é um Dia Especial, o Dia do seu Aniversário! Muitos parabéns! Desejo-lhe um Dia muito Feliz e com saúde. Espero que esteja bem, uma vez que, nunca mais soube nada de si. Um xi-coração cheio de saudades da Ana.

AVISO LEGAL – Procurarei fazer, neste blog, uma utilização cautelosa de textos, imagens, sons e outros dados, respeitando os direitos autoriais dos mesmos. Sempre que a legislação exigir, ou reclamados os referidos direitos de autor, procurarei prontamente respeitá-los, corrigindo informação ou retirando os mesmos do blog

 
© 2009 | RETALHOS 2 | Por Templates para Você