Retalhos Bem-vindo! Retalhos Willkommen! Retalhos Bienvenido! Retalhos Bienvenue! Retalhos Benvenuti! Retalhos Welcome! Retalhos 歡迎! Retalhos Καλως ηλθατε! Retalhos Добро пожаловать! Retalhos!مرحبا Retalhos

Senhor! Fazei-me instrumento da vossa paz!

VÍDEOS: Para visualizar e ouvir os vídeos deverá dasativar a música de fundo no painel aqui do lado esquerdo

18 março 2013

Brasão do Papa Francisco

Papa Francisco mantém o brasão e o lema de arcebispo, evocando a centralidade de Cristo, juntamente com a Virgem Maria e São José
2013-03-18 Rádio Vaticana
BRASÃO DO PAPA FRANCISCO

Foram hoje apresentados o brasão e o lema do Papa Francisco, para o seu pontificado, que mantêm os símbolos que usou enquanto Cardeal e Arcebispo de Buenos Aires. “No essencial, o Papa Francisco decidiu manter o seu brasão anterior, escolhido desde a sua consagração episcopal e caracterizado por uma linearidade simples”, refere um comunicado da Santa Sé, divulgado pelo Padre Lombardi, em encontro com os jornalistas. O brasão contém um escudo azul coberto pelos símbolos da dignidade pontifícia (mitra entre chaves de ouro e prata entrecruzadas, unidas por um cordão vermelho), com o monograma com as letras do nome de Jesus em latim (IHS), monograma proposto por São Bernardino de Sena, Franciscano (séc. XV) e adotado por Santo Inácio de Loyola (séc. XVI) como emblema da Companhia de Jesus. Por baixo, no brasão de Papa Francisco, uma estrela e uma flor de nardo, simbolizando, respetivamente, Nossa Senhora e São José (patrono da Igreja, neste caso representado de acordo com a iconografia hispânica). O lema, “miserando atque eligendo”, evoca uma passagem do Evangelho segundo São Mateus: “olhou-o com misericórdia e escolheu-o”. A expressão é retirada de uma homilia de São Beda o Venerável (séculos VII-VIII), e corresponde a “uma homenagem à misericórdia divina”. Este lema e “programa de vida” evoca um episódio da vida do Papa argentino, que na festa de São Mateus, em 1953, “experimentou, com 17 anos de idade, de um modo muito particular, a presença amorosa de Deus na sua vida”. “A seguir a uma confissão, sentiu o seu coração ser tocado e percebeu a descida da misericórdia de Deus, que com olhar de terno amor o chamava à vida religiosa, no exemplo de Santo Inácio de Loiola”.


6 comentários:

maresia disse...

Boa noite Frei!
É impressionante a vontade que temos de " estarmos perto" do Papa Francisco; procurei na Rádio Vaticano e encontrei esta passagem que nos dava a conhecer o que foi a manhã do Papa antes da oração do Angelus; aqui deixo um extrato: "
Sua homilia foi breve e tratou do episódio evangélico do perdão concedido por Jesus à mulher adúltera, por ele salva da lapidação com as palavras “Quem não tem pecado atire a primeira pedra”.
“Digo humildemente – começou – para mim, a mensagem mais forte do Senhor é a misericórdia. Acredito que às vezes, nós somos como aquele povo: por um lado, queremos ouvir Jesus, mas por outro, gostamos de criticar ou condenar os outros”.
O Papa disse que não é fácil entregar-se à misericórdia de Deus, porque é um abismo incompreensível; mas devemos fazê-lo! E garantiu que Jesus perdoa os pecados, tem a capacidade “de esquecer”, gosta se lhe contamos nossas coisas; beija, abraça e diz “Não te condeno; vai e não peque mais”.

Mª Teresa disse...

Bom dia família Retalhos 2,
Tão lindo, tudo o que Está Acontecendo para nós, Cristãos neste Planeta por Ti forjado!!!!!!!!!!!!!!
Desdobro muita plantasinha (e Irmã Clara certamente acede a este convite...) por este canteiro por si criado FA! Bem haja!

Mària Teresa disse...

Família Retalhos 2,
Paz e Bem!
Que infinita GRANDEZA transporta tanta abnegação!!!!!!!!!
Continuo rezando por si, bendito sucessor de Pedro!

Raquel disse...

Bonito brasão o do Papa Francisco, que prima pela simplicidade.
O lema do Papa também é interessante: “miserando atque eligendo”, como que a querer dizer que, embora se ache um homem muito simples, Deus escolheu-o.
Padre Albertino, sou mesmo fã do seu Blogue, porque há sempre qualquer coisa que aprendo e desta vez também não foi excepção. Fiquei a saber que Jesus em latim se escreve IHS, não fazia a mínima ideia...
Aproveito também e por ser o Dia do Pai, para enviar através de si, um beijinho ao seu pai. Espero que ele consiga recuperar a sua saúde.
Um grande beijinho também para si.
Raquel

Albertino disse...

Raquel, paz e bem!

Antes de mais obrigado pelo cumprimento feito parta com o meu pai e o desejo de rápidas melhoras. Obrigado e peço a oração por ele e pela minha mãre também.

Quanto ao IHS

IHS é a abreviação do nome de Jesus em grego ou da escrita latina do nome como se usava na Idade Média. IHS: Monograma de Cristo (também chamado ‘trigrama’) significa "Iesus, Hominun Salvator" (Jesus Salvador dos Homens). Ihesus, trata-se de um trigrama cristológico propagado no século XIV pelo pregador Franciscano, São Bernardino de Sena, que traz à Ordem Franciscana a devoção ao Nome de Jesus. Ainda hoje nós Franciscanos temos um dia próprio na liturgia para esta devoção que na nossa Ordem é celebrada como Festa. Na porta das Celas (quartos) dos frades – há 25 anos na porta dos quartos dos noviços ainda se viam – existia esta chamada Tábua de S. Bernardino com este trigrama envolvido em pinturas quase ao jeito de ícone e onde se pode ler que um Papa – não recordo agora o nome – concedeu à Ordem Franciscana indulgência plenária a quem, tocando nesta Tábua de S. Bernardino e tivesse devoção ao nome de Jesus todos os pecados eram perdoados.
Depois de São Bernardino de Sena, Franciscano, Santo Inácio de Loyola, fundador dos Jesuitas, foi quem mais contribuiu para a difusão deste monograma. No século XVI, foi retomado com a significação de “Jesum habemus socium”, que quer dizer, em português, “Temos Jesus como companheiro”.
O fundador da Companhia de Jesus utilizou o símbolo no início de suas principais cartas e escritos. Em forma impressa, usou o IHS como carimbo das principais publicações, por exemplo, na primeira edição do livro dos Exercícios Espirituais e, também, no carimbo oficial da Ordem. Desta forma, este Trigrama, ou monograma do Nome de Jesus de S. Bernardino, torna-se emblema principal da Companhia de Jesus, os Jesuítas, mas não podemos esquecer que foi trazido para a devoção da Igreja pelos Franciscanos e com muito agrado vi no site do próprio Vaticano uma referência a esta origem. É sempre bom sabermos o valor de uma Ordem Religiosa na história da Igreja, ainda que outras que surgem venham a usar os mesmos símbolos e devoções.
Podem, entretanto, conhecer melhor esta matéria em http://www.mckerygma.com/medita%C3%A7%C3%A3o-crist%C3%A3/a-devo%C3%A7%C3%A3o-franciscana-do-nome-de-jesus/s%C3%A3o-bernardino-e-o-santissimo-nome-de-jesus/
Seja louvado o Nome de Jesus!

Raquel disse...

Padre Albertino, eu peço sempre em oração por si e pelos seus pais (uma vez que a sua mãe também tem alguns problemas).
Aproveito para lhe agradecer amabilidade que teve nas explicações que me deu. São sempre úteis.
Fui pesquisar e descobri o nome do Papa que concedeu a Indulgência Plenária.
Veja a história da concessão da Indulgência Plenária (da Porciúncula), dada a S. Francisco e depois a toda a Igreja em:
http://apostoladosagradoscoracoes.angelfire.com/dernoti.html

Veja a narrativa que deu origem à Indulgência da Porciúncula em:

http://www.franciscanos.org.br/?p=19244

Raquel

AVISO LEGAL – Procurarei fazer, neste blog, uma utilização cautelosa de textos, imagens, sons e outros dados, respeitando os direitos autoriais dos mesmos. Sempre que a legislação exigir, ou reclamados os referidos direitos de autor, procurarei prontamente respeitá-los, corrigindo informação ou retirando os mesmos do blog

 
© 2009 | RETALHOS 2 | Por Templates para Você