Retalhos Bem-vindo! Retalhos Willkommen! Retalhos Bienvenido! Retalhos Bienvenue! Retalhos Benvenuti! Retalhos Welcome! Retalhos 歡迎! Retalhos Καλως ηλθατε! Retalhos Добро пожаловать! Retalhos!مرحبا Retalhos

Senhor! Fazei-me instrumento da vossa paz!

VÍDEOS: Para visualizar e ouvir os vídeos deverá dasativar a música de fundo no painel aqui do lado esquerdo

02 julho 2013

Para ti que amas...

Procurava eu textos de reflexão sobre a dimensão profunda do Amor que Deus tem por nós...
Deparo-me com teste texto e, detive-me por uns momentos a reflectir sobre ele... afinal seremos todos, os filhos amados por Deus, tão diferentes uns dos outros? Talvez não!

Afinal todos somos concidadãos deste universo nascido das mãos do Criador e, por isso mesmo, sujeitos a tudo quanto nos rodeia, principalmente o Amor.

Partilho este texto convosco tão simplesmente para que ele possa ser lugar de reflexão sobre o Amor que Deus tem para connosco e o que devemos ter para com os que nos rodeiam....

Quisera eu amar assim...


"Quando em teu coração desabrocha, cheia de vida, a flor perfumada do amor, lembra-te que alguém a plantou, certo dia, dentro de ti".

"Quando o teu coração se ilumina do suave colorido do pôr-do-sol, lembra-te que alguém amanheceu contigo.

Quando o fogo da paixão abrasa o teu coração, consumindo todas as suas fibras, na imolação do prazer, lembra-te que alguém acendeu essa chama.

Quando o teu coração estiver bordado de sonhos dourados, tecidos com fios de luar, lembra-te que alguém coloriu o teu mundo interior.

Quando a noite te encontrar com o coração partido, angustiado pelas amarguras colhidas durante o dia, lembra-te que alguém possui o lenitivo de que precisas.

Quando o teu rosto não puder conter a torrente de lágrimas que se afundam pelas dobras do travesseiro, lembra-te que existe alguém esperando por ti de lenço na mão.

Quando a insónia te agitar desesperadamente na cama, lembra-te que alguém pode semear sonhos de paz na tua mente.

Quando a solidão te oprimir e o teu grito não encontrar eco, lembra-te que lá do outro lado alguém gosta da tua companhia e entende o teu clamor.

Quando os teus segredos não couberem mais dentro de ti, ameaçando romper os diques de tua alma, lembra-te que existe alguém disposto a recolhê-los e guardá-los com o carinho e a dignidade que tu esperas.

Quando em teu coração mora o azul do céu, a calidez do sol, o gorjeio dos pássaros, o perfume das flores, a nostalgia do entardecer, o encanto das manhãs, a serenidade dos lagos e o sorriso da ventura, lembra-te que alguém tocou o teu coração com a varinha milagrosa do amor.

Ó tu, que amas e vives no controverso mundo do arco-íris e da escuridão, da calma e da agitação, da paz e da instabilidade, nota bem que existe mais alguém habitando o teu planeta! Nas horas felizes, partilha com ele teus sorrisos;

Nas horas de solidão, vai, levanta-te e procura-o, onde quer que ele esteja.

Ele não é senão parte de ti, assim como tu és parte dele.

Não olhes o relógio! Que importam as horas? A vida é tão curta, não há tempo a perder.

Ó tu, que amas, se tiveres a coragem e a singeleza de assim fazer, abre os teus lábios e canta o milagre do amor, porque só o amor aproxima as pessoas e faz com que falem a mesma linguagem!".

(in "O Poder Infinito da Mente")

3 comentários:

João disse...

Obrigado amigo por este belo hino ao amor...que Deus ilumine cada um de nós, seus filhos imensamente amados, para que o sentimento que o texto tanto fala se torne cada vez mais nobre e autêntico.

Mãe Lena disse...

Li este lindo texto minutos antes da Eucaristia em Santo António, que assisti pela internet, oportunidade magnífica criada por ti e pelo Sr. Reitor Padre Jorge. Diariamente aprendo, alimento e cresço na fé. Muito obrigada.

E tal como disseste na Homilia, que se enquadra plenamente neste texto, no Amor de Deus: "em cada amanhecer da minha Vida devemos semear e caminhar com Deus (...) A nossa confiança deve estar com Deus"

É mesmo isto, vivemos num mundo que, por vezes, é cruel e injusto, mas com o Amor e a Força de Deus levantamo-nos e caminhamos sem olhar para trás: "por causa do nosso medo de avançar ficamos agarrados ao nosso passado e deixamo-nos morrer".

"Ó tu, que amas, se tiveres a coragem e a singeleza de assim fazer, abre os teus lábios e canta o milagre do amor, porque só o amor aproxima as pessoas e faz com que falem a mesma linguagem!" - CORAGEM! E quem não souber "cantar o milagre do Amor de Deus", não fazem falta à nossa vida pois não os entendemos, então afastemo-nos para caminharmos confiantes, seguros e felizes...

"A vida é tão curta, não há tempo a perder".

Obrigada Frei, excelente reflexão que muito nos dá que pensar na forma como vivemos.

Paz e Bem!

mariana disse...

Frei obrigada pela partilha deste texto ao hino do Amor.

Eu já o conhecia e ao seu autor também Pde. Lauro Trevisam. O texto é lindo, o livro quanto a mim nada tem que enfraqueça a minha fé.
Mas explique-me, se é que sabe, porque é que este sacerdote segundo as suas conferências e pregações, é conhecido como pregador da "ney age" (nova era), e foi expulso da igreja católica, e a própria igreja não aceita este caminho...?
também é verdade que é preciso discernimento para saber separar as águas, e nas suas conferências existe algum fanatismo, que é preciso controlar.
Eu quis saber o que lá se passava, dada a polémica e uma vez assisti. não voltei, não condeno, há reflexões mt bem feitas, outras coisas mais fanáticas. mas não voltei.
Paz e Bem!

AVISO LEGAL – Procurarei fazer, neste blog, uma utilização cautelosa de textos, imagens, sons e outros dados, respeitando os direitos autoriais dos mesmos. Sempre que a legislação exigir, ou reclamados os referidos direitos de autor, procurarei prontamente respeitá-los, corrigindo informação ou retirando os mesmos do blog

 
© 2009 | RETALHOS 2 | Por Templates para Você