Retalhos Bem-vindo! Retalhos Willkommen! Retalhos Bienvenido! Retalhos Bienvenue! Retalhos Benvenuti! Retalhos Welcome! Retalhos 歡迎! Retalhos Καλως ηλθατε! Retalhos Добро пожаловать! Retalhos!مرحبا Retalhos

SANTA E FELIZ PÁSCOA!

VÍDEOS: Para visualizar e ouvir os vídeos deverá dasativar a música de fundo no painel aqui do lado esquerdo

04 abril 2015

ELE VIVE... ALELUIA!

Cristo vive! Aleluia!
Caríssimos amigos, paz e bem.
Começo esta minha partilha recordando todos os AMIGOS de Avidos e  Lagoa (Famalicão), com quem passei estes tão grandes mistérios pascais nos últimos 27 anos. Este ano, por razões várias, não me  é possível estar convosco. Tenho certeza que tudo correrá bem e lindo como sempre, passadeiras e tapetes de flores, flores feitas com amêndoas, muita alegria porque se canta "a  minha casa chegou Jesus, e nós viemos para o saudar, aleluia, aleluia, e Sua Mãe, parou de chorar". Tantas coisas belas que nesta hora provocam saudade mas... estou e rezo na gratidão a todos vós.
Esta é a hora da grande Vigília Pascal, a celebração que é Mãe de todas as celebrações da Cristandade. A minha Vigília é, este ano, no silêncio exterior mas na alegria interior de quem participa da fé Judaica que canta: “Este é o dia que o Senhor fez: exultemos e cantemos de alegria” (Salmo 117).
Este é o Dia…o dia da Ressurreição de Cristo que nos traz a certeza da nossa própria ressurreição com Ele e n’Ele. Todo o Novo Testamento nos remete para esta certeza, em Cristo fomos resgatados da morte eterna e restituídos à Vida.
O Precónio Pascal que se entoa nesta Vigília Santa a dada altura afirma: “Ó feliz culpa que nos trouxe um tão grande redentor”.
Os Salmos do Hallel que se cantam nesta noite, são a antecipação do eco que na manhã de Páscoa todos nós, Católicos, brota do nosso coração: “Surrexit Christus, Aleluia!” (Cristo Ressuscitou, Aleluia).
A Páscoa é para nós este sair do caminho da Cruz, da dor, do sofrimento, da indiferença, como tanto no-lo tem recordado o Papa Francisco, para ir ao encontro do outro, daquele que Cristo coloca no nosso encalce, o nosso próximo. Ainda agora ouvia nas notícias que o Santo Padre, para além de ter lavado os pés a encarcerados, de ter batizado Catecúmenos dos quatro cantos do mundo, entre as quais  uma Portuguesa, nesta noite, Noite Santa, Noite Pascal, deixou instruções claras para que dos cofres do vaticano se preparassem mais de 300 envelopes com dinheiro a ser distribuído pelos sem abrigo de Roma, que se preparam para dormir nos túneis do metro.
A simplicidade que mais uma vez nos mostrou, na Via Sacra – em Roma, naquele lugar onde tantos irmãos deram testemunho de Cristo com a vida, nos primórdios da Igreja – essa simplicidade que não esquece os que hoje são marginalizados e perseguidos, não esquece os Filhos de Deus que são os mais pobres e injustiçados.
Na verdade foi para eles também que Cristo venceu a morte, deu a Vida, se ofereceu a Si mesmo para que todos tenhamos a Vida em Cristo.
Este caminho fá-lo-emos agora com a alegria de que não caminhamos sós. É sempre bom tentar colocarmo-nos diante da Cruz de Cristo, não como carpideiras a olhar para o passado – não foi essa a herança que Ele nos deixou – mas a sermos o sinal acolhedor de todos na nossa casa, levando em cada um de nós aqueles irmãos que Cristo nos deu no alto da Cruz, confiando sempre na presença maternal de Maria. Só assim fará sentido uma das últimas expressões de Cristo: "Mulher eis aí o teu filho; filho eis aí tua mãe" (Jo 19, 26-27).
Não há na verdade, para mim, maior grandeza do que a certeza que sou discípulo amado em João e que sou filho amado em Maria. Quanta Glória no Céu se celebra, como deve ecoar o canto do Aleluia, porque vivemos unidos, Igreja terrestre e Igreja celeste, a certeza do tumulo vazio. Quase me imagino a chegar ao sepulcro e sentir a amargura de não ver o meu Senhor, mas escutar de imediato: “Porque buscais o Vivente entre os mortos? Não está aqui; ressuscitou!” (Lc 24, 5-6).
Caríssimos, nesta Noite Santa, neste dia do Senhor, nesta Páscoa da Ressurreição, no silêncio de uma Vigília que este ano quis dar a mim mesmo, vos saúdo, vos desejo as maiores bênçãos do Céu, na certeza da minha amizade e oração.
A todos quero deixar os meus votos de uma Santa Páscoa em Cristo Ressuscitado.
Benedicat! Aleluia!
Frei Albertino  OFM

AVISO LEGAL – Procurarei fazer, neste blog, uma utilização cautelosa de textos, imagens, sons e outros dados, respeitando os direitos autoriais dos mesmos. Sempre que a legislação exigir, ou reclamados os referidos direitos de autor, procurarei prontamente respeitá-los, corrigindo informação ou retirando os mesmos do blog

 
© 2009 | RETALHOS 2 | Por Templates para Você