Retalhos Bem-vindo! Retalhos Willkommen! Retalhos Bienvenido! Retalhos Bienvenue! Retalhos Benvenuti! Retalhos Welcome! Retalhos 歡迎! Retalhos Καλως ηλθατε! Retalhos Добро пожаловать! Retalhos!مرحبا Retalhos

PORTUGAL: BEM VINDO SANTO PADRE!

VÍDEOS: Para visualizar e ouvir os vídeos deverá dasativar a música de fundo no painel aqui do lado esquerdo

08 março 2017

Obrigado a Ti... Mulher (J.P.II)

Neste dia Internacional da Mulher, gostaria de deixar aqui, ao jeito de partilha e homenagem a todas as mulheres que, desde sempre passaram pela minha Vida, mesmo antes de eu nascer (pela vida dos meus pais), um excerto belíssimo do grande João Paulo II, na sua carta dirigida às mulheres.
Não publico a carta na totalidade, fico-me apenas por alguns números. Que eles possam reflectir o meu OBRIGADO sincero a todas as mulheres, e hoje de forma especial a todas as que, em tantas partes do mundo, já aqui se dignaram entrar e deixar testemunho de Vida…


CARTA DO PAPA JOÃO PAULO II ÀS MULHERES

A vós, mulheres do mundo inteiro, a minha mais cordial saudação!
1. A cada uma de vós dirijo esta Carta, sob o signo da solidariedade e da gratidão (...). A
Igreja se propõe oferecer a sua contribuição para a defesa da dignidade, do papel e dos direitos das mulheres, não só através da específica colaboração da Delegação oficial da Santa Sé nos trabalhos de Pequim, como também falando directamente ao coração e à mente de todas as mulheres.
(…) Gostaria agora de me dirigir directamente a cada mulher, para reflectir com ela sobre os problemas e perspectivas da condição feminina no nosso tempo, detendo-me em particular sobre o tema essencial da dignidade e dos direitos das mulheres, considerados à luz da Palavra de Deus. O ponto de partida deste diálogo ideal não pode ser senão um obrigado. A Igreja escrevia na Carta apostólica Mulieris dignitatem «deseja render graças à Santíssima Trindade pelo "mistério da mulher" por toda a mulher e por aquilo que constitui a eterna medida da sua dignidade feminina, pelas "grandes obras de Deus" que, na história das gerações humanas, nela e por seu meio se realizaram» (n. 31).


2. O obrigado ao Senhor pelo seu desígnio sobre a vocação e a missão da mulher no mundo, torna-se também um concreto e directo obrigado às mulheres, a cada mulher, por aquilo que ela representa na vida da humanidade.


Obrigado a ti, mulher-mãe, que te fazes ventre do ser humano na alegria e no sofrimento de uma experiência única, que te torna o sorriso de Deus pela criatura que é dada à luz, que te faz guia dos seus primeiros passos, amparo do seu crescimento, ponto de referência por todo o caminho da vida.


Obrigado a ti, mulher-esposa, que unes irrevogavelmente o teu destino ao de um homem, numa relação de recíproco dom, ao serviço da comunhão e da vida.
Obrigado a ti, mulher-filha e mulher-irmã, que levas ao núcleo familiar, e depois à inteira vida social, as riquezas da tua sensibilidade, da tua intuição, da tua generosidade e da tua constância.


Obrigado a ti, mulher-trabalhadora, empenhada em todos os âmbitos da vida social, económica, cultural, artística, política, pela contribuição indispensável que dás à elaboração de uma cultura capaz de conjugar razão e sentimento, a uma concepção da vida sempre aberta ao sentido do «mistério», à edificação de estruturas económicas e políticas mais ricas de humanidade.


Obrigado a ti, mulher-consagrada, que, a exemplo da maior de todas as mulheres, a Mãe de Cristo, Verbo Encarnado, te abres com docilidade e fidelidade ao amor de Deus, ajudando a Igreja e a humanidade inteira a viver para com Deus uma resposta «esponsal», que exprime maravilhosamente a comunhão que Ele quer estabelecer com a sua criatura.
Obrigado a ti, mulher, pelo simples facto de seres mulher! Com a percepção que é própria da tua feminilidade, enriqueces a compreensão do mundo e contribuis para a verdade plena das relações humanas. (…)


7. Permiti-me, pois, caríssimas irmãs, que juntamente convosco, medite uma vez mais aquela página bíblica maravilhosa que mostra a criação do homem, e na qual se exprime bem a vossa dignidade e missão no mundo. O Livro do Génesis fala da criação, de modo sintético e com linguagem poética e simbólica, mas profundamente verdadeira: «Deus criou o homem à sua imagem, criou-o à imagem de Deus; Ele os criou varão e mulher» (Gn 1, 27). O acto criador de Deus desenvolve-se segundo um preciso projecto. Antes de mais, diz que o homem é criado «à imagem e semelhança de Deus» (cf. Gn 1, 26), expressão que esclarece logo a peculiaridade do homem no conjunto da obra da criação. (…)
Que Maria, Rainha do amor, vele pelas mulheres e pela sua missão ao serviço da humanidade, da paz, da difusão do Reino de Deus!Com a minha Bênção Apostólica. Vaticano, 29 de Junho de 1995, solenidade dos Apóstolos S. Pedro e S. Paulo.

João Paulo II

http://www.vatican.va/

3 comentários:

Mãe Lena disse...

Palavras sábias e lindas do saudoso São João Paulo II.

Obrigada Frei Albertino pela recordação.

Anónimo disse...

Hoje, Dia Internacional da Mulher, linda e tão querida a homenagem que aqui faz a todas as mulheres que passaram e passam na sua vida com a partilha desta belíssima carta do Papa João Paulo II.

Muito obrigada, Frei Albertino, pela Amizade, pelo Carinho, por me ouvir, por me aturar nos momentos menos bons … por passar, por estar presente, por fazer parte da minha vida.
Deus o abençoe.

mariana disse...



Obrigada Frei Albertino por esta partilha.
Que linda homenagem à mulher.
Obrigada São João Paulo II que do Céu interceda por todas
as mulheres para que se deixem interpelar por esta linda mensagem.
Obrigada

AVISO LEGAL – Procurarei fazer, neste blog, uma utilização cautelosa de textos, imagens, sons e outros dados, respeitando os direitos autoriais dos mesmos. Sempre que a legislação exigir, ou reclamados os referidos direitos de autor, procurarei prontamente respeitá-los, corrigindo informação ou retirando os mesmos do blog

 
© 2009 | RETALHOS 2 | Por Templates para Você